3 de janeiro de 2012

Das passagens de ano (ainda...)

Passei-a como queria, na companhia das duas pessoas mais importantes da minha vida: o G. e o nosso filho!
Quis ficar em minha casa, no quentinho da lareira, beber champanhe sem o risco de levar um banho e ficar peganhenta. De poder estar sentada, se me apetecesse e de poder levantar-me se me aprouvesse, em vez de estar tipo sardinha em lata para entrar nalgum estabelecimento de diversão nocturna ou estar a levar com um cotovelo cravado nas costas numa pista de dança apinhada de gente!
Não foi uma entrada exuberante em 2012, mas foi a que eu quis, a que eu escolhi!
Porque o meu tempo de noitadas na disco já lá vai, sem desprimor para quem gosta e acha que assim é que se deve entrar... 
Já não tenho paciência para a histeria, os gritos, os copos entornados, os encontrões, as bebedeiras mais leves ou as mais carregadas... Tempos houve que achava que isso era giro!

Teria sido mais pacata ainda, não fossem o meus vizinhos novos terem literalmente convertido a casa numa discoteca, com direito a projectores coloridos rotativos e creio inclusivamente que havia uma bola de espelhos... e obviamente, música alta, muito alta!
À medida que a noite e a besana foi avançando, aumentava o volume da música proporcionalmente... até que eu estabeleci o limite às 3h da manhã, quando comecei a ouvir a Pixie Lot a cantar dentro do meu quarto (que nem é paredes meias com a casa ao lado) e pior um pouco no quarto do F.
Tive que ir bater à porta e pedir gentilmente que pelo menos baixassem um bocado o volume, coisa que me desagrada um bocado, mas tinha que ser... Por acaso tivemos sorte, que eles respeitaram o nosso descanso!

6 comentários:

Turista disse...

Querida Naná, tal como tu, também eu passei o reveillon, este ano, no remanso do lar por opção própria. E soube-me muiiiito bem! Até porque há momentos na vida para tudo, e as noites de disco, ou as noites de glamour, já lá vão.
Bom ano! :))

Arco Iris disse...

Sem dúvida que é uma boa opcão para se mudar de Ano.Foi também a minha.
Bom ano! :)

Benedita disse...

Feliz 2012!
Beijocas

luisa disse...

Olha que eu também gosto de uma passagem de ano sossegada e a minha só foi na rua porque à meia-noite subi à varanda para ver os fogos de artifício à distância brindando a 2012 com um copinho de vinho doce :)
Bom Ano Naná!

Tanita disse...

O que vale é que eles aceitaram, já te encontraste com eles depois disso? a ver se te falam bem :) estou a brincar, acho que fizeste bem. Para tudo há limites. Bj**

Carla Delgado disse...

Ai Naná como te entendo.
Nada como ficar com a família num serão festivo mas muito caseiro.