14 de setembro de 2014

Parar o tempo

Congelar os momentos junto a ti, em que me sorris com o olhar e meneias ligeiramente a cabeça em sinal de vergonha, esse teu sorriso rasgado e absolutamente delicioso que me derrete o coração a cada dia que passa.
És doce e sorridente, és o meu menino com ar de safado, a prometer muitas traquinices futuras.
Quero gravar bem dentro da minha memória este teu sorriso rasgado com que me olhas, em sinal de amor incondicional.

E eu amo-te infinitamente.

10 comentários:

desabafosemrodape disse...

gravar memórias, de momentos doces e únicos...grande felicidade! bom domingo. :))

Anna Marian disse...

Que lindas as tuas palavras Nana :) Um beijinho grande <3 xx

A menina cos(z)e? disse...

:) Tão bonito! Beijinhos grandes

M♥M Susana disse...

Ainda que sobre o teu menino, é mesmo uma grande verdade que por vezes gostaríamos de congelar pequenos instantes para mais tarde recordar. Com um bebé o tempo é vivido de uma maneira tão intensa que quando damos por nós eles já cresceram imenso e tanto nos escapa da memória entretanto, mesmo sem querermos...
Beijinhos
PS.: por cá estamos grandes, de 36 semanas e desde ontem com o estômago junto à boca, malvada azia, e julgava eu que me livrava dela desta vez... ;o)

Sophie disse...

<3
Bjs

Magda E. disse...

Poderia escrever o mm do meu. Um beijinho Nana.

Maria Duarte disse...

;)))

gralha disse...

:)

Benedita disse...

Ontem sem estar à espera, revi uns vídeos do meu pequeno aos 2 anos. Que saudades daquele sorriso de olhos e de lábios, e daquela forma enrolada de falar!
Absorvi e absorvo o meu ao máximo, e o tempo foge!!!

Tanita disse...

E que ar amoroso ele tem!