2 de abril de 2014

No meio da tempestade... boas notícias!

Pois que a irritação passou-me, não sem antes descobrir que a minha médica de família se tinha mesmo esquecido de fazer novo pedido de marcação de consulta, situação para a qual se me desfez em desculpas.

Mas como eu sou moça de criticar quando é para criticar, e sou moça de elogiar quando é para elogiar, tenho que bendizer os serviços do hospital quando ontem pela manhã, me ligaram a dizer que o pedido de consulta tinha chegado, que havia uma desistência e que se eu quisesse aproveitar, era estar no serviço até às 13h.

Nem pestanejei! Nem me importei com o temporal que se começara a formar, com o negrume das nuvens que se avolumava e que resultou no dilúvio debaixo do qual me meti, para ir buscar o Falipe à escola, e ir buscar resultados dos exames a casa e seguir para o hospital antes da hora derradeira.

Fiquei ensopada da cabeça aos pés, tal não foi a tromba de água que apanhei... as minhas botas chiavam de tão encharcadas de água, depois de terem atravessado uma "ribeira" mesmo à porta da escola do miúdo. As calças estavam ensopadinhas até aos joelhos e nas costas uma mancha molhada por conta das goteiras do guarda-chuva. Restou-me depois mudar completamente de roupa, apesar de ter estado quase 1h30 com a roupa molhada a secar no corpinho...

O meu carrito não se afogou quando teve que atravessar duas maresias de inundação, respondendo às minhas preces.

Consegui conduzir no meio de uma invisibilidade tremenda, praguejando contra todos os senhores automobilistas a quem deve ter saído a carta de condução na farinha amparo, já que no meio dum temporal daqueles nem sequer tiveram a dignidade de acender as luzes dos seus carros para se tornarem visíveis...

O S. Pedro parecia apostado em dissuadir-me de me aventurar debaixo da tempestade, mas eu ontem era uma "mãe numa missão"!

Mas pude finalmente confirmar que as minhas suspeitas de o Falipe ter problemas de audição eram infundadas. Sim, há que levá-lo muito à praia (quando o verão chegar, se chegar... por este andar da carroça), e limpar-lhe sempre o nariz entupido com água do mar, mas pelo menos não há problema de maior.

Ensopadinha até aos ossos, pude respirar de alívio!

8 comentários:

Paula disse...

Que boas noticias!!! E agora toca de fazer uns cházinhos a ver se essa coisa não resulta em constipação!

Bjs xx

Carla disse...

Boa!!!

Valeu a pena a molha.

Bjs

Uba disse...

Mãe é mãe!
Que boa notícia! ;)

Uba disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Magda E. disse...

Isso é que foi uma aventura, mas ao menos vieste com boas notícias! beijinho Naná!

Isilda disse...

Que aventura:-)
Beijinho

desabafosemrodape disse...

depois de um cenário apocalíptico, uma boa notícia. problemas de ouvidos, cá em casa foram uma constante (ainda são) e o que isso limita a vida dos miúdos só eu sei. principalmente no verão com a água do mar ou da piscina, quando o problema é sério. ainda bem que não há cuidados de maior. beijinhos

Pés de Lã disse...

Valeu a pena essa molha que apanhaste!! Agora toca a tomar atenção às constipações..!