5 de fevereiro de 2014

Pérolas de sabedoria popular

Era comum a minha mãe guardar pequenos pedaços de papel, fossem eles receitas de cozinha que ela queria experimentar, um recorte de jornal, uma oração que ela queria decorar ou uma página de um almanaque com informação que ela entendeu pertinente.

Cresci a encontrar destes pequenos pedaços de papel dentro das gavetas da minha mãe e guardo ainda hoje, as receitas dactilografadas ou manuscritas na sua linda caligrafia, rabiscadas à pressa numa folha de um bloco Castelo A5...

Já o meu pai guardou alguns almanaques completos, alguns com datas de 1954 ou 1956 e eu adorava folheá-los quando era miúda. Encontrava lá de tudo, desde mezinhas, a orações, pequenos apontamentos da história de Portugal, efemérides, orientações agrícolas, anedotas e horóscopos e claro, pérolas de sabedoria popular.

Descobri este recorte já surrado e remendado com fita-cola no meio das coisas da minha mãe e guardei-o num dos meus muitos cadernos. Há pouco tempo encontrei-o e sorri por tê-lo guardado, porque pérolas destas já são difíceis de encontrar...

Só tenho pena de não saber de que ano é.


Analisando bem esta lista, acho que tenho mesmo que trabalhar no ponto n.º 4...

7 comentários:

M♥M Susana disse...

Tem a sua graça mas até dou uma certa razão a alguns pontos da lista, a mim até me parece bastante 'prá frentex' principalmente os pontos 1 e 4, é que para almanaque popular católico até é bastante evouluído eheh

Paula disse...

AHAHAHA mandei para o meu marido com a notinha: não gostavas de ter nascido 40 anos antes? ;-)

Ceres disse...

Ah ah ah ah ah... Muito bom!
Gosto especialmente do número 2 e da verdadeira arte da manipulação ;-)
Beijocas

Maria Duarte disse...

Tenho uma duvida...

O ponto nº 6, é para "comunicar" que o guarda-roupa precisa de ser renovado, DEPOIS de o renovar..., certo?

É que assim não se corre o risco de dizerem "não dá".

kuka disse...

http://antiguidades.grandemercado.pt/setubal/ceramica/almanaque-popular-catolico-de-1937-496269.htm

A menina cos(z)e? disse...

Muito, muito bom! Obrigada pela partilha de tal pérola, guardada com tanto carinho. "Eu cá para mim" gosto do número 4, que é totalmente o oposto do que alguma vez fiz ou farei! eheheh Beijinhos

Carla Delgado disse...

Quando fiz a preparação para o casamento o padre deve ter lido excertos deste almanaque de certeza. Foi de tal modo assustador que o meu rapaz decidiu que para bem da minha sanidade mental não podia ser aquele padre a casar-nos e não foi. é que se tivesse sido o mais certo era eu dizer-lhe umas coisinhas em plena cerimónia e não ter casado ;)