24 de setembro de 2013

E se...

Não sei se é do Outono que começou num autêntico dia de verão, para logo de seguida mostrar o seu cinzentismo, se é saudosismo pós-férias...

"E se..." parece ser a expressão que tem começado uma série de reflexões familiares.

Eu prefiro pensar que tudo acontece no seu tempo, que sem uns acontecimentos outros não podem ainda ocorrer.
Que não vale a pena estar com "e se..." em relação ao que já foi. Quando muito, apenas em relação ao que está por vir...




8 comentários:

M♥M disse...

Concordo plenamente com o que tu dizes Naná, há acontecimentos que acontecem mesmo quando têm que ser... Este Outono começou rico em dúvidas minhas e brevemente espero ter respostas ;o)

Magda E. disse...

Por aqui tb há um "e se" no ar... mas a ser, será bom! =D
Um dia destes vou visitar-te só para me mostrares estes sítios giros que mostras nas tuas fotos, porque das duas uma: ou és muito boa com a máquina, ou isso é mesmo especial por ai! hehehe =)

Carla disse...

Go for it xxx

gralha disse...

Logo se vê, não é? :)

Jardim de Algodão Doce disse...

Nada acontece por acaso...:)

luisa disse...

Fotos magníficas, de um local magnífico!

P.S. Este verão fiquei finalmente a conhecer a velha cabana que te encantava, ou o que dela resta. Por incrível que pareça ainda não tinha caminhado pelos passadiços da ria de Alvor. :)

dona da mota disse...

Muito, TÃO bem (d)escrito!...

Muito bom! É olhar sempre para a frente!

Naná disse...

M&M, espero que sejam esclarecedoras!

Magda, boa sorte! Quanto a vires visitar-te, terei todo o gosto em receber-te na "minha banda". Quanto às fotos, acho que é uma mistura das duas coisas... ;)

Carla, vamos ver... vamos ver...

Gralha, tu é que me entendes!

Jardim de Algodão Doce, nada mesmo! :)

Luísa, fiquei com tanta pena de ver a cabana caída, mas creio que era o único desfecho que se podia esperar...

Dona da Mota, sempre com os olhos postos no horizonte!