15 de julho de 2013

Insólitos que sucedem na minha vida...

Volta e meia, parece ser costumeiro sucederem-me coisas insólitas, daquelas que a probabilidade de acontecer a qualquer pessoa é muito limitada... mas acontecem e por norma, são como os azares, nunca ocorrem isoladamente...

Senão vejamos:

Insólito #1
Sexta-feira à noite, marido liga-me aflito do apartamento do meu pai, onde tinha estado a arranjar coisas para podermos arrendar a casa e diz-me que está tudo inundado em casa, que ouve as canalizações a gorgolejar e há água a sair a rodos das bases das duas sanitas... Comecei por rogar pragas e a usar de vernáculo mentalmente ao empreiteiro que fez as obras no apartamento e me deixou com alguns imbróglios na canalização... mas depois acabei por perceber que o mais certo era o problema não ser na canalização do apartamento... Perante a suspeita de entupimento no sistema de esgoto da casa ou do prédio, acabei por ter que ligar a uma empresa especializada em desentupimentos de esgotos. O stress aumentava e a água também sempre que alguém no prédio descarregava um autoclismo ou abria uma qualquer torneira... O problema só foi resolvido no sábado depois de almoço, a muito custo, mas resolveu-se! Valeu-me o elevado profissionalismo do dono da empresa que contratei, inglês por sinal!
O insólito nesta história, que até tinha tudo para ser apenas e só um azar bastante corriqueiro, é que a coluna de esgoto do prédio estava entupida por nada mais nada menos do que dois pares de cuecas de senhora!!
Agora pergunto eu: quem raio se livra de cuecas pela sanita?! Quem?!

Insólito #2
Já plenamente refeita do stress da inundação em casa, e depois de um dia bastante cansativo, por volta do lusco-fusco, ouço tocar a campainha de minha casa. Abri a porta e deparo-me com um rapaz na casa dos 20 anos, sentado no passeio em frente à minha porta com um ar muito esquisito, a pedir "ajuda vizinha"... Pergunto desconfiadamente o que queria, e ele diz-me que "preciso de ajuda, fiquei mal, porque me atirei do comboio em andamento, 'tá a ver?! Para não pagar bilhete..."
Pensei que o puto estava a gozar comigo e que aquilo seria algum esquema manhoso... (infelizmente já sou gato escaldado...) ou então que ele andava a ver muitos filmes de Hollywood. Pergunto se quer que chame o INEM para o levar às urgências do hospital... ficou com um ar um bocado espantado e disse-me: "então e agora vou para as urgências?!" Disse-lhe que se realmente tinha ficado mal como dizia, seria o melhor. 
Ainda começou a arengar que queria que eu ligasse para os amigos dele do meu telemóvel, a pedir para o virem buscar. Mas como sou gato escaldado, disse-lhe que o melhor era chamar a ambulância para o levar ao hospital. Que se quisesse tratava disso... a dar-lhe a entender que não pretendia ligar para amigos dele que nem sequer sei quem são. Lá assentiu que sim, que chamasse a ambulância, porque afinal doía-lhe muito o pulso e os joelhos.
O meu marido tentou ajudá-lo a pôr-se de pé, mas ele começou a gritar com dores... e acabou por confessar que tinha tido dificuldade em chegar a nossa casa, que tinha estado quase 20 minutos a gritar por auxílio junto à linha férrea e que como ninguém o ouvia, se tinha literalmente arrastado para chegar à nossa porta!
Além do insólito de um puto quase se matar ao saltar dum comboio em andamento para fugir do pica, é ele ter dinheiro suficiente no bolso para pagar o bilhete! E até ter um telefone no bolso para ligar aos amigos ou família para o irem buscar... resumindo, ganhou uma viagem de ida ao hospital imobilizado da cintura para baixo, por conta do joelho todo estropiado e os tornozelos desgraçadinhos...

Quanto a mim, fiquei com mais dois insólitos para contar aos meus netos!

5 comentários:

Paula disse...

1. Hum... deve ter sido algum marido que n queria que a esposa encontra-se as cuecas alheias lollll

2. Deus queira que os nossos não não façam coisas parvas dessas :)

Arco Iris disse...

Naná essa das cuecas, não lembra ao diabo....
O outro caso... felizmente bateu à porta certa e com as pessoas certas.

Maria Duarte disse...

Será que as cuecas a ideia seria lavá-las?

triss disse...

Insólito mesmo.

Tanita disse...

Bem... insólito mesmo.
1- quem manda cuecas, imagina mais o quê deve mandar

2- "Ganda maluco", teve sorte no meio de algum azar