16 de janeiro de 2013

Janelas de oportunidade


Há quem siga os seus sonhos, dê um salto de fé, que troque o certo pelo incerto. 

Há quem seja forçado a isso e se sinta esmagado pela dúvida, do "não sei se vou, se fico!", pelas circunstâncias da vida.

Há quem prefira a estabilidade, a rotina, uma espécie de certeza ritmada nas suas vidas e fique num desnorte quando algo faz o "barco abanar" e a vida "estremecer na base"...

Eu, quando confrontada com situações de mudança drástica, depois do estremeção inicial, encaro que toda a mudança encerra um potencial enorme e que prefiro arriscar, mesmo que me arrependa depois. No meu caso, prefiro sinceramente arrepender-me depois de ter corrido mal, do que arrepender-me de nunca ter sequer tentado!



8 comentários:

Especialmente Gaspas disse...

Quem não arrisca não petisca!

Angela Costa disse...

Pois é... temos que arriscar :)
Adorei a imagem da janela :)

Caminhante disse...

É preciso ter coragem para arriscar nos dias de hoje mas concordo contigo, mais vale arriscar do que depois chorar por não termos arriscado :)
Beijinhos

Ceres disse...

Força, miúda!
Nada pior do que olharmos para trás e pensar no que poderia ter sido!
Beijinhos :-)

Lacorrilha disse...

Eu também sou de arriscar. Umas vezes corre bem, outras corre mal, mas ao menos ainda não aconteceu arrepender-me de não ter tentado.
Boa sorte.

Jardim de Algodão Doce disse...

Há oportunidades que são únicas e só chegam uma vez. Se não as aproveitarmos, elas passam e nós ficámos!

Paula disse...

Por aqui também... eu eu que há uns anos gostava tanto de ter a minha vida toda 'planeada' hoje em dia vivo em cima da corda bamba... e aproveito cada bocadinho :)

Bjs e boa sorte!!! xx

Tanita disse...

Obrigada.