29 de dezembro de 2012

O Ano Novo das Expectativas zero

Se em 2012 entrei com alguma dose de optimismo e esperança, talvez alimentados pela fé que sempre depositei em anos bissextos, em 2013 entro com expectativas quase nulas.
Não me sinto particularmente esperançada ou imbuída dum qualquer grão de optimismo...
Sinto-me um tanto apática e pardacenta perante um ano que julgo que vai ser pouco ou nada diferente do ano de 2012.
De uma certa forma, sinto que o sair de 2012 vai ser quase igual ao entrar em 2013. Tudo vai permanecer num certo estado de imobilismo e marasmo, num repetir sucessivo de dias, assim como foi para mim o 2012...
Talvez esteja a ser um tanto fatalista e na hora H, ou na hora da entrada em 2013 me sinta de forma diferente, um tanto mais esperançada e feliz, mas o sentimento que me domina é este: o de indiferença e ausência de expectativas.
Se em outros anos, perdia o meu tempo a elaborar a lista de 12 desejos para o novo ano, este ano não sinto qualquer vontade de perder tempo com isso, talvez porque há uns dias atrás passei os olhos de relance pela lista de desejos de 2012 e confirmei aquilo que já suspeitava, que em 12 desejos terei visto concretizar-se apenas 1 ou 2, vá 3 no máximo... talvez porque esses desejos não dependam apenas da minha vontade e empenho, mas precisam de esforços conjuntos, que não fui capaz de reunir e conquistar.
Como tal, creio que em 2013 vou ser uma preguiçosa monumental e transferir os desejos de 2012 para o ano novo, numa espécie de "passagem administrativa"!

Talvez ter expectativas zero até seja bom, na actual conjuntura. Já que todos profeciam dias difíceis e carregados de ainda mais sacrifícios. Talvez seja bom ter expectativas de base zero, para assim poder sentir-me feliz por tudo o que vier por acrescento. Às vezes somos mais felizes com coisas mais pequenas, do que com grandes feitos conseguidos...

No entanto, espero que todos estejam bem mais optimistas que eu, e façam favor de ser felizes neste novo ano que aí vem!

4 comentários:

Isilda disse...

Há que remar contra ventos e marés e fazer a diferença num universo mais pequenino a que cada um de nós chama Lar.
Votos de um ano repleto de muito carinho e abraços do teu "Falipe"!
Beijinho

luisa disse...

Nunca me dediquei muito a fazer uma lista de desejos para o ano novo. A vida corre e pronto. Não ter muitas expectativas pode até ser bom. Assim não nos sentimos tão desiludidos no final.

Que seja um 2013 melhor do que esperamos. :)

Arco Iris disse...

Para mim é só a passagem de um ano para o outro...a nivel pessoal só peço Saúde e Paz.
Beijinhos e que o Falipe no Novo Ano continue a ser um menino Feliz.

sal disse...

É isso mesmo. Não pedir ou esperar o que quer que seja faz com que tudo, ou quase tudo, seja bem vindo. :)