3 de dezembro de 2012

Natal que é Natal

Tem que ter os meus habituais pastéis de batata doce, da receita da minha mãe.

A ver se este ano, tenho novamente a companhia da minha querida e boa amiga Toni.

Ah e não me venham cá com tretas de que isto são azevias, porque isso é uma modernice que arranjaram de há uns anos a esta parte e que só desvirtuaram uma tradição aljezurense... 
Na minha casa, isto sempre foram pastéis e não azevias!!


8 comentários:

Sonia disse...

Para os meus lados serao sempre empanadilhas:)

meninaluaprimavera disse...

que bom aspeto!manda a receita!
bj

carla disse...

Fiquei com água na boca... E a receita? :)

Ângela Almeida disse...

Oh Naná ... agora deu-me uma saudades ... ADORO !!!
Mas para mim sempre foram empanadilhas ... a minha fazia sempre :)
Tens a receita?
Kiss

Ângela Almeida disse...

Oh Naná ... agora deu-me uma saudades ... ADORO !!!
Mas para mim sempre foram empanadilhas ... a minha fazia sempre :)
Tens a receita?
Kiss

Lacorrilha disse...

Nunca provei. É uma aqui para este cantinho, se faz favor.

Naná disse...

A receita seguirá dentro em breve, para as mais gulosas!

Arco Iris disse...

Tão bom !....Sem pasteis não é Natal, eu também não lhe chamo azevias. Também gosto das que tem recheio de grão.