1 de agosto de 2012

"Arremédios"

Para o meu avô e para o meu pai, Agosto era o mês dos "arremédios", aquele em que podiam ficar com a noção de como iria ser o tempo e o clima no ano seguinte, nas várias estações e em cada mês.
É certo que as alterações climáticas são tão bizarras que calculo que estes "arremédios" já nem sejam certeiros como o eram antigamente.
E eu achava imensa piada ouvir o meu pai reproduzir o método de aferição do tempo para o ano seguinte.
Há partes que já não sei muito bem, mas lembro-me que eram mais ou menos assim:

1 Agosto - o primeiro dia tira para ele (o mês de Agosto, como se fosse uma pessoa ou entidade divina com direito de reclamar para si o que quer que fosse...)
2 Agosto - arreméda o Inverno, que é como quem diz imita. Ou seja, conforme o tempo estivesse nesse dia assim seria a estação do inverno seguinte. Se chover, é porque será um inverno chuvoso, se fizer sol, será um inverno seco.
3 Agosto - arreméda a Primavera
4 Agosto - arreméda o Verão
5 Agosto - arreméda o Outono

6 Agosto - tira de novo para ele, o Agosto... este mês parece ser uma entidade exigente!

7 Agosto - arremeda Janeiro
8 Agosto - arremeda Fevereiro
9 Agosto - arremeda Março
10 Agosto - arremeda Abril
11 Agosto - arremeda Maio
12 Agosto - arremeda Junho
13 Agosto - arremeda Julho
14 Agosto - arremeda Agosto do ano seguinte, pois claro!
15 Agosto - arremeda Setembro
16 Agosto - arremeda Outubro
17 Agosto - arremeda Novembro
18 Agosto - arremeda Dezembro

19 Agosto - aqui já não estou propriamente certa, mas acho que era mais um dia tirado pelo Agosto...

20 Agosto - volta a arremedar o Inverno
21 Agosto - volta a arremedar a Primavera
22 Agosto - volta a arremedar o Verão
23 Agosto - volta a arremedar o Outono

24 Agosto - arremeda o ano no seu todo - acho que era assim...

Esta era uma fórmula de sabedoria popular pela qual o meu avô e o meu pai se guiavam para orientar a suas sementeiras e culturas agrícolas. Lembro-me que havia anos em que esta fórmula apresentava resultados infalíveis, outras nem tanto assim.

Será que esta fórmula ainda funciona?

Também não estou 100% certa se é mesmo assim que funcionam os arremédios, porque lembro-me que o meu sogro usava um método diferente, mas também no mês de Agosto.


17 comentários:

Melissinha disse...

hahahaha complicadíssimo :D

Paula disse...

Isto é muito giro!!! Vamos lá ver se resulta :)

Bjs x

gralha disse...

Fantástico! E não há nenhum dia para arremedar o fim da crise?

luisa disse...

Então, amanhã que é dia 2...que chova alguma coisinha, porque depois deste ano de seca vamos precisar da chuva, oh se vamos.

Lacorrilha disse...

Olha que giro. Então que amanhã seja um dia chuvoso, que isto anda para lá de mau.

Naná disse...

Melissinha, isto é futurologia meteorológica!

Paula, houve anos em que não falhou muito...

Gralha, se houvesse isto para acabar com a crise, acredita que já teria registado a patente :)

Luísa, esperemos mesmo. Lembro-me que no ano de 1995 no dia 2 caiu uma tempestade com direito a trovoada e tudo. No dia seguinte estava sol :)

Lacorrilha, está mesmo!

{entreter os dias} disse...

Não conhecia esta fórmula é muito interessante, vou perguntar pelas "minhas aldeias" quem conhece!!!
Mas gostei de saber que hoje dia de sol e quente é prenuncio de inverno seco... ... ...não gosto de invernos chuvosos, tristes e cinzentos!!!
Beijos daqui do norte e vou divulgar este post para ver quem conhece *_*

Naná disse...

Entreter os dias, boa ideia! Quem sabe encontramos mais pessoas que se lembrem disto :)

Andei à procura nos Borda d'Água mas não encontrei nada...

Tanita disse...

Ena o que já aprendi :) Feliz dia para ti querida.

Tanita disse...

Ena o que já aprendi :) Feliz dia para ti querida.

Chef disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
kuka disse...

Aqui chamam-lhe as temperas. E não são bem assim!

Naná disse...

Kuka, acho que o meu pai também fazia as temperas, mas julgo que era noutro mês... mas a memória falha-me claramente sobre isso!

life in paradise disse...

Olá Naná,

já tinha ouvido falar nesta teoria, estas mezinhas têm sempre o seu fundamento!! Vou perguntar ao meu pai, ele como leitor assíduo do "Seringador" sabe de certeza estas coisas!! Se isto estiver certo vamos ter um inverno seco, espero bem que sim para poder passear de carrinho de bebé pela baixa todos os dias!! Beijos e obrigado pela partilha

Naná disse...

Life in paradise, obrigada pela visita!
O meu pai costumava comprar religiosamente o Borda d'Água e eu adorava os presságios que lá vinham para o novo ano, as curiosidades e algumas pérolas de sabedoria.

EIMV disse...

Na minha família isso faz-se em Janeiro! :)

EIMV disse...

Na minha família isso faz-se em Janeiro! :)