24 de maio de 2012

Colo de mãe

Eu sinto sempre a tua falta.
A tua ausência dói-me mas aprendi a viver com ela.
Mas há pouco algo me fez perceber que o que me dói mesmo, a saudade maior é não ter mais o teu abraço.
Não mais sentir os teus braços em volta do meu corpo.
O teu colo para me confortar e dar amparo...
O calor do teu corpo.
Aquele colo onde tudo à volta podia desabar que ali eu estava segura.
Isso dói e custa, e eu ainda não aprendi a viver com isso.
Não há mais colo nenhum igual ao teu...

Saudades tuas mamã

4 comentários:

Arco Iris disse...

Fez-me vir uma lágriminha ao olho...
Como eu a compreendo só que eu diria... Saudades tuas papá

Tanita disse...

Oh querida,
eu sei que não compenso nem de longe, mas posso dar-te um?
Gostava tanto que o meu filho sentisse assim a minha falta um dia, quando desaparecer deste mundo.´Seria sinal de que tinhamos uma relação forte e que sentia a minha falta.
Tenho a certeza que onde quer que esteja a tua mamã, está a dar-te o maior abraço do mim: fecha os olhos e sente... vês? tinha ou não razão?

carla disse...

Naná, apenas te posso dar uma abraço muito apertado (ainda que virtual) e muito carinhoso.

Um beijo

Naná disse...

Obrigada a todas pelo carinho!