4 de abril de 2012

(In)Tolerância

Actualmente trabalho numa empresa municipal, logo pública.

Esta manhã ao chegar ao gabinete só ouvia os comentários de alguns dos meus colegas, todos revoltados porque não tinha sido concedida a tolerância de ponto na quinta-feira à tarde, como vinha sendo hábito e "tradição".
Eu só consegui achar uma patetice toda aquela revolta e raiva por não poderem ir laurear a pevide na quinta-feira à tarde. 
Alguns deles preparavam-se mesmo para pedir a manhã de quinta-feira de férias e assim ter um fim de semana mais prolongado...
A revolta acirrava-se ainda mais porque os funcionários da autarquia foram bafejados com tal benesse e aqui na empresa municipal não houve o mesmo critério. Aí estou perfeitamente de acordo! Se é para uns é para todos...

Agora se me perguntarem, eu respondo honestamente:
 
Se eu gostava de ter tolerância na quinta? 
Claro que gostava...

Se acho boa ideia ter tolerância de ponto nos dias que correm?
Não, não acho! 
Atendendo ainda ao facto que a autarquia está quase completamente na falência e implementou um plano de contenção financeira muito rigoroso, e que não deve contemplar decerto as tolerâncias de ponto tradicionais...

Acho que no actual contexto não faz sentido dar-se tolerâncias de ponto. 
Além disso, só serve para para cimentar a ideia generalizada dos munícipes de aqui somos todos uma cambada de desocupados, e que eles nos pagam os vencimentos com os seus impostos, para a malta andar aqui coçá-los.

Mas deixem-me frisar muito bem frisado que com este tipo de opinião, não estou do lado do actual governo!! 
Até pelo contrário... mas isso é matéria para outro post, noutro dia!

11 comentários:

ESpeCiaLmente GaSPaS disse...

O mal foi começar a dar... Mas dar coisinhas assim rende votos!

Se é para uns é para todos... estou de acordo, desde que o todos fossem mesmo todos: incluindo os privados!

Naná disse...

Gaspas, eu quando digo que é para todos, refiro-me não só aos privados (e eu trabalhei muito tempo no privado sem grandes tolerâncias de ponto...) mas também à classe política que de certeza que vai-se baldar amanhã à tarde!

Maggie disse...

trabalho no privado e tolerancias de ponto é coisa que nunca tive.

Maggie

Paulo Nunes disse...

Sou contra a tolerancia de ponto... seja publico ou privado!
A essas pessoas responde-se.. está mal? mude-se... existe muita gente que queria trabalhar no seu posto de trabalho e sem folga!

t disse...

pois eu também não tenho tolerância e não estou nem ai. vou trabalhar e no dia seguinte é feriado terei tempo de lorear a pevide :) queria ver quantas das pessoas que queriam tolerância irei encontrar no lava pés na quinta feira à noite! afinal seria para isso e não para alargar o fim de semana que a tolerância nesta época existia, isso ou fazer bolos e estar em familia...
boa páscoa
***

Arco Iris disse...

Sublinho tudo aquilo que escreveste.
Também fui funcionária pública (mas das que trabalhavam e tinha brio profissional)no entanto vi muita coisa .... que achava mal.
Era bom que as pessoas se mentalizassem que também tem que sêr o trabalhador ( mesmo não tendo muitas regalias ) a mudar o País.
Bjs :)

carla disse...

Eu vou ter tolerância de ponto quinta feira à tarde (obrigatória porque isto fecha). A mim só causa transtorno. Porque onde eu trabalho (não sei se é assim nos outros sítios), temos uma média obrigatória de horas de trabalho MENSAL. Ora não trabalhando de tarde, essas horas (e não estou a por em causa agora isso) não são contabilizadas. Ou seja, as horas que eu não vou fazer amanhã vou ter que as fazer noutro dia, para compensar. Portanto, fazendo bem as contas, a minha tolerância é uma não tolerância.
E depois... acordo cedo na mesma, apanho um trânsito descomunal para voltar para casa... enfim, não ganho nada, antes pelo contrário.

mfc disse...

É melhor ver-se a coisa sob este ponto de vista.
O direito ao lazer é indispensável e esta tolerância de ponto insere-se nessa visão.
E mais.
Se os dias de lazer se alargarem, há um incremento maior da indústria turística, logo mais consumo interno de que tanto precisamos...

abspinola disse...

Concordo em não haver tolerancia, nunca tive e porque que deram ao longos destes anos! Agora é dificil tirar algo que esta tão implementado na cabeça dos Portugueses.
Querem tolerancia façam como eu tirem ferias, é para isso que temos 22 dias Uteis de Ferias.
Desculpa quida, mas ando Possessa com este tipo de mentalidade, por causa de uns pagam os outros e infelizmente este Pais esta de rastos.
Bjstos

mão da mãe disse...

subscrevo e aplaudo-te!
bjs

kuka disse...

Enquanto a nossa mentalidade for esta, e isso é dificil, ou impossivel de mudar, este País vai afundar cada vez mais.

" A minha filha teve sorte, arranjou um óptimo emprego. Não faz nada!"