30 de março de 2012

Pérolas regionais - as pragas de Alvor

Desde miúda que as ouço e sempre as receei porque diziam os "antigos" que estas pragas eram poderosas...
Mas se quiserem rir um bocadinho com esta "pérola regional", aqui vos deixo, para descontraírem!

"13 pragas dos moces de Alvor.

1. Ah maldeçoade! Que tevesses uma dor de barriga tã grande, tã grande, que te desse pra correr, que cande más corresses más te doesse e que cande parasses arrebentasses.

2. Ah maldeçoade, havias de ter uma doença tã grande, tão grande, ca água do mar transfermada em tinta na desse pa escrever o nome dela.

3. Oh maldeçoade, só queria que tevesses sem um tostão ferade na alzebêra, que visses uma cartêra cheia de notas caída na rua e quando te fosses abaixar pr’á apanhar te caísse a tampa do peito.

4. Oh maldeçoade havia de te crescer um par de cornos tão grandes e tão pequenos, que dois cucos a cantarem, cada um na sua ponta, não se ouvissem um ao outro.

5. Amaldeçoade môce, havia de te dar uma dor tã grande, tã grande, que só te passasse com o sumo de pedra.

6. Havias de ter uma fome tã grande ou tã pequena, que cabessem os alcatruzes todos que tem o mar dentro da tua barriga.

7. Ah moça marafada, havias de apanhar tante sol, tante sol, que t’aderretesses toda e fosse preciso apanhar-te às colheres como a banha.

8. Que te desse uma traçã no beraco desse cu, que tevesses sem cagar oito dias e quando cagasses só cagasses figos de pita inteiros.

9. Ah marafada, havias de fecar tão magra, tão magra, que passasses po beraco duma agulha de braços abertos.

10. Ah maldeçoada, havia de te dar uma dor tã fina, tã fina, que ficasses enrolada que nem um carro de linhas.

11. Havia de lhe dar uma febre tã grande, e tão pequena, que lhe derretesse a fevela do cinte e os betons da farda.

12. Permita Dês que toda a comida que hoje quemeres, amanhã a vás cagar ao cemitério já de olhos fechados.

13. Oh maldeçoado moce, havias de ter uma dor tã grande, tã grande, que te desse p’andar. Mas que andasses tante, tante, que gastasses as pernas até aos joelhes."

9 comentários:

ESpeCiaLmente GaSPaS disse...

hahahhahahaha

Gostei da numero 9 :P

Ana C. disse...

Mas isto é um tesouro! Ou melhor, um tesoure.

Magda E. disse...

Ai Naná.. muito bom. o que eu já ne me ri

Marisa disse...

Muito bom!!! Ahahahah

mfc disse...

Ehehehehehe... isto é que nem me vai deixar dormir logo pela noitinha!!

cuca disse...

Fabuloso! E o sotaque está demais! :D

Lacorrilha disse...

Ahahahahaha! Já decorei a 12ª. :p

Arco Iris disse...

È nosso, é Português é ALGARVIO.
Adorei todas...mas a 7ª está demais.
Bjs : )

Naná disse...

Eu acho que ainda existem mais pragas, mas só encontrei estas!

Ana Cê, tu regista este tesoire, porque quando estiveres por Alvor, será giro ouvires isto!