12 de janeiro de 2012

Goudinha

tirada daqui
Eu sou filha única. 
Ela é filha única... (quer dizer, foi filha única até à adolescência, e agora é meia-filha única).
Sou 9 meses e 2 dias mais nova que ela, mas eu sempre agi como a "mais velha"...
Éramos confundidas na escola como irmãs e inclusivamente pensaram que éramos gémeas dadas as parecenças. Mas eu acredito que era por causa dos cabelos compridos e dos óculos quase iguais...

Eu morava num lado da rua e ela no outro. 
Conhecemo-nos por volta dos 5 anos de idade, mas a nossa amizade só se cimentou quando já teríamos aí uns 11/12 anos, quando ficámos na mesma turma, no 7.º ano... éramos companheiras de caminho de e para a escola.

Mudámos de escola no 9.º ano e continuámos na mesma turma e nesse ano, a nossa amizade ajudou-nos a ultrapassar os efeitos negativos do bullying, que já existia nesses tempos - na nossa turma metade dos alunos infernizava a vida da restante metade...
Nesse ano, a nossa directora de turma falou com a mãe dela numa reunião de pais nestes termos: "as suas duas filhas são excelentes alunas...". A mãe dela teve que explicar que apenas tinha uma filha...

Não sei quando começámos a tratar-nos carinhosamente uma à outra de Goudinha, mas sei que teve a ver com uma anedota de dois bebés gordos... 

A minha Goudinha é a pessoa que existe na minha vida que mais se assemelha a uma irmã...

Estamos geograficamente distantes, e ficamos semanas sem conversar uma com a outra, mas quando falamos, ficamos no mínimo 45 minutos ao telefone... uma vez chegámos a estar 1h20m... e não há cobranças, não há raspanetes por uma não ligar à outra e não darmos notícias uma à outra... como já aconteceu com outras amizades antigas...

Apesar de ela ser mais velha que eu, sempre a encarei como a minha mana mais nova... e continuo a ter sempre medo por ela! Que ela se magoe, e a vida não tem sido assim tão meiga com ela... 
Às vezes gostava de poder ter uma varinha de condão para lhe proporcionar tanta coisa simples que ela deseja. Porque ela merece que coisas boas lhe aconteçam!
Costumo descrevê-la como uma lagarta que desabrochou numa linda borboleta!
Ela faz anos hoje!
E eu tenho saudades dela e dos tempos em que nos divertíamos à brava e não havia 50 mil preocupações a pairar nos nossos pensamentos...

Eu adoro-te, Goudinha do meu coração!
Um dia muito feliz para ti e um abraço muito muito apertado, desta tua mana Goudinha!

6 comentários:

Tanita disse...

Muitos parabens então à tua mana mais nova :) a verdadeira amizade é mesmo assim, no matter what.

Paula disse...

Parabéns à tua Goudinha :)

É tão bom termos a felicidade de encontrar pessoas assim nas nossas vidas... é tua 'irmã' porque a escolheste para tal e isso tem um significado ainda maior.

Bjs xx

Arco Iris disse...

Os amigos escolhem-se .
È bom têr uma amizade tão forte.
Parabéns à tua amiga (carinhosamente) Goudinha
Bjs =)

Mammy disse...

Parabéns à mana!
As amizades que valem realmente a pena são essas!
Beijinhos

mfc disse...

Que lindo post de uma amizade tão linda!

Paulo Nunes disse...

Parabens!!
Eu também sou filho único... mas nunca tive um ou uma irmã assim :)))