14 de dezembro de 2011

Telefonia

tirada do Weheartit
O meu avô tinha uma telefonia praticamente igual a esta...
Eu, menina de 4 ou 5 anos, ficava fascinada a ouvir o som que dela saía, não sabia muito bem como. Adorava ligar a telefonia e eu e o meu avô Manuel de Oliveira passávamos bons momentos de volta dela. 
A música que mais adorávamos que passasse na telefonia era mesmo a do "Passarinho... às 4h da madrugada". Cantávamos os dois a moda alentejana e era uma festa! Ainda hoje sei a letra de cor.
Não sei onde a telefonia foi parar... pode ser que por sorte, a mania do meu pai de guardar tudo e mais alguma coisa, tenha surtido algum efeito e ela esteja refundida e guardada na garagem, debaixo de teias de aranha e camadas de poeira, desde o ano de 1988... 
Gostava de lhe dar vida novamente e usá-la como adorno na casa de campo, que o meu avô construiu com as suas mãozinhas de homem pequeno e rabiteso
Gostava de poder devolvê-la ao local que sempre habitou, porque a telefonia, essa... fazia parte da mobília e dava um novo colorido às nossas vidas!

7 comentários:

Niki disse...

E é linda!!!

Tu com a telefonia e eu com os gira-discos, já corri tudo à procura do da minha infância!

Beijinho

ESpeCiaLmente GaSPaS disse...

Adoro essas telefonias :) Boas memórias... :)

Arco Iris disse...

Com esta nova tecnologia que aparece dia a dia , essa telefonia é uma reliquia, oxalá a encontre .
Ouvi muita rádio numa muito parecida .... :)

Bella disse...

Que nostalgia. Também na casa dos meus avós existia uma semelhante.
Bjs

Lacorrilha disse...

Cá em casa temos uma telefonia e eu já disse que quando tiver a minha própria casa, quero levá-la comigo. É linda.

Naná disse...

Niki, gira-discos nunca tive... vê mas é se encontras essa preciosidade!

Especialmente Gaspas, é mesmo hora da nostalgia.

Arco Iris, é mesmo, as novas tecnologias até já fizeram com que as cassetes que eu ouvia fossem uma antiguidade

Bella, e ficávamos todos em volta da dita. Juntos!

Lacorrilha, tu não te desfaças dela!

Ana disse...

Uma tia muito querida que partiu este ano, tinha uma desse género. Prometeu ao meu marido, por quem nutria um enorme carinho, que ficava para ele. Já nem me lembrava disso, já lá vai quase uma ano e nem sei se ficou para alguém. Mas que é linda e traz boas recordações, é verdade.
Bjs