11 de novembro de 2011

Costurar amizades


tirada daqui
Quando me iniciei nestas coisas da costura, tive um desejo escondido de encontrar uma amiga em comum com quem pudesse partilhar este gosto e fazer umas sessões de costura. Ou seja, juntar o útil ao agradável: aprender saberes e manter uma amena cavaqueira. Lá está a minha veia de "matraca"...
Nessa altura estava longe de imaginar que uma grande amiga minha, a Ana também tinha um desejo antigo de se dedicar à costura... 
Descobri isso por mero acaso, ao ver uma foto dela no FB empunhando a sua nova aquisição: uma máquina de costura!!!
Daí para cá temos falado, debatido, trocado ideias, truques e técnicas! Não muitas claro, porque somos umas amadoras  e umas principiantes nisto...
Quando calhei a mencionar que precisava de alguém que me ensinasse, duma mestra, e que estava a pensar em inscrever-me numas aulas com uma costureira, ela diz-me: "olha, mas a minha mãe sabe isso tudo, se quiseres ela ensina-te!"
Entretanto descubro que a D. Amália também sabe bordar! E que não se importa nada de me ensinar...
Ora eu andava para conhecer pessoalmente a mãe dela, a D. Amália vai para um ano, sem grande sucesso... nunca conseguíamos conjugar as agendas!
No dia dos meus anos, a Ana liga-me para me dar os parabéns e dizer que a prenda da D. Amália para mim seria uma aula de bordado inteiramente "grátis"! Rejubilei de alegria!
Um destes dias, a Ana liga-me com a boa disposição que sempre a caracteriza e diz-me que a mãe está felicíssima da vida por nós as duas querermos aprender com ela!
Contou-me que no espaço de dias, a D. Amália revirou a casa toda, retirou a máquina de costura do quarto dela e transformou o antigo quarto de adolescente da Ana num autêntico atelier de costura. Que foi buscar todas as suas lãs, linhas, agulhas e tesouras e organizou tudo para me poder receber lá em casa. 
E que está super entusiasmada, como há anos a Ana não a via assim... e que já planeou fazer um bolo e tudo, para quando eu lá for a casa!
Além disso, como já havia algum tempo que a D. Amália não bordava, achou melhor ir treinar os pontos do bordado, para depois não parecer enferrujada... que coisa mais querida! Fiquei mesmo emocionada com o gesto!
Ora parece que finalmente vou conhecer a D. Amália amanhã!
Estou ansiosa!!! 
Porque vou aprender e na melhor das companhias!!


11 comentários:

Carla Sousa disse...

Boa!
Força nisso!

Tanita disse...

Que felicidade, desejaste tanto este dia! boas conversas e boas costuras :)
Bj** e bom fim-de-semana.

Magda E. disse...

o entuasiamo da srª emocionou-me!!! Eu amo a costura, não sei viver sem ela na minha vida!!! =)

Niki disse...

Que sorte!

Tal como tu também tenho o desejo de aprender a costurar e o meu presente de Natal de mim para mim será precisamente a máquina! E se a D. Amália começar a dar aulas avisa! :)

Beijinho e bom fim de semana!

Margot disse...

Que bom, que bom fico mto feliz por vocês, e que pena eu não ser de perto, é que tbém estava capaz de me infintrar nesse grupo da cavaqueira!

Bjo
Margot

AVOGI disse...

eu tenho a minha máquina de costura ali ao meu lado e no verão dá-me aquela fome de costurar e lá desato eu a dar ao pedal
kis :=)

mfc disse...

E qualquer dia vemos aqui esses trabalhos... força nisso!

luisa disse...

E por cá ficamos a espera dos frutos desse entuasiasmo que para já dá gosto ler :)

Lacorrilha disse...

Então força. Eu só só percebo de ponto cruz e já fiz alguns trabalhos cá para casa. Sou mesmo uma miúda prendada. :)

Paulo Nunes disse...

Hoje em dia saber costurar é uma raridade! parabens :)

Naná disse...

Carla, estou mesmo cheia de vontade!

Tanita, aposto que vão ser momentos bem passados!

Magda, é mesmo, é um bichinho que se
entranha!

Niki, que grande prenda mesmo! Vais ver o quanto vai ser bom aprender e é claro que aviso se a D. Amália começar a dar aulas!

Margot, serias bem-vinda!!

Avogi, sabes que gosto mais do pedal da máquina fixa do que da máquina eléctrica??!!

Mfc e Luísa, claro que depois vou mostrando o que vou fazendo!

Lacorrilha, ponto cruz ensinou-me uma colega de faculdade e adoro, é super relaxante!

Paulo, olha que há imensas miúdas novas (18-35 anos) que sabem e têm gosto nestas coisas, eu quando me apercebi disso nem queria acreditar!