1 de agosto de 2011

Apanhada do clima

By Jon Sullivan

Desde quinta-feira passada que tenho-me sentido assim, apanhada do clima! Como se o tempo estrambólico que se tem feito sentir, me afectasse física e psicologicamente...
Na quinta e sexta, o tempo começou a dar sinais de estar a querer entrar no Outono e eu sofri com uma sonolência pouco própria duma pessoa que anda a dormir tão bem... Valeu-me o facto de ter estado em casa a tomar conta do F., que apanhou uma inflamação na garganta e teve febres que o obrigaram a não ir à escola.
Depois, acrescido à sonolência, um estado de pseudo-irritabilidade, que à mínima contrariedade me faziam subir paredes! Valeu o facto de o F. apesar de doente, não ter estado nada abatido, nem impertinente. Pelo contrário, apesar das febres na ordem dos 38,4º a 38,9º, esteve sempre bem disposto, brincalhão e até nem assim muito dado à birra, como esteve no início da semana.
Ontem, como o tempo começou a dar ares de Verão, senti-me mais enérgica, mais bem disposta e cheia de vontade de passear e aproveitar o lindo domingo que esteve! Só não consegui fazer isso da maneira que queria, porque todas as praias onde me lembrei de ir dar um pézinho na areia, estavam literalmente apinhadas de gente e eu nesse preciso momento, perdi toda e qualquer vontade de me aventurar... (é o preço a pagar por viver na zona mais turística do país...)
E hoje, acordei como o dia... com a trovoada! Assim que saí à porta de casa, senti aquele bafo quente da trovoada de verão, onde até parece que podemos sentir a electricidade no ar, na ponta dos nossos dedos... E eu sinto-me exactamente assim, tipo em estado de permanente desassossego, como se a estática me percorresse desde os miolos à ponta dos dedos dos pés...
Sempre tinha ouvido as pessoas mais "antigas" dizerem que sentiam as mudanças de tempo, das temperaturas, que tinham dores aqui e ali, assim e assado e achava tudo uma crendice... mas começo a perceber que talvez haja algum fundo de verdade nestas "tiradas climáticas"...

2 comentários:

Manuela disse...

Querida Naná, as variações climáticas ao longo do ano, afectam-me imenso! Por isso adoro o Verão! Mas paradoxalmente as estações que implicam mais comigo são a Primavera e o Outono. Como vês, não estás só e os antigos, tinham razão. ;)

Naná disse...

Manuela, a única coisa no clima que me afectava era o vento, tornava-me irritável... mas começo a achar que cada vez mais é um factor que tem influência...