3 de julho de 2011

Aprender a comunicar

É tão giro ir descobrindo dia-a-dia, as capacidades que o meu pequeno filho desenvolve para comunicar!
Ele sempre foi muito tagarela, desde bebé, mas sem nunca se conseguir fazer entender muito bem porque é muito trapalhão... e há crianças com muito menos meses que ele e que falam um português limpido e claro, o meu filhote é aldrabãozinho a falar... mas vê-se que não é por não ser inteligente! Porque ele capta coisas que ficamos boquiabertos como ele entende e reproduz depois... ou como faz coisas que nunca lhe explicámos como se fazia, mas ele basta ver-nos fazer uma ou duas vezes e quer fazer do mesmo modo.
Exemplo disso, foi ele na passada semana dirigir-se ao armário onde está guardada a comida da Joy e querer despejar o saco na malga dela. E nós, obviamente deixámos ele dar largas à sua vontade de alimentar a nossa gata!
Mas isto tudo para dizer que o F. tem evoluído imenso nestes últimos dias, em termos de "conversa"... além de repetir, tipo macaquinho de imitação, agora usa expressões e exclamações no meio das frases que nos fazem sorrir! Apesar de ser muito "espanholito" já conseguimos captar tudo o que ele quer dizer!
- "o sol tá a dumire!" (ao final do dia, diz que o sol está a dormir)
Hoje, eu explicava-lhe que a iluminação das ruas estava desligada porque ainda era de dia e quando eu acabo de dizer: "não precisa..." ele remata-me com um "pois não!" que me desarmou!
Eu pergunto-lhe se quer ir à casa de banho e ele responde-me "não precisa!"
E ontem, ao ver-me na cozinha, aproxima-se de mim e pergunta: "o que tás a facer??" (ele não diz os zz's, parece que fala transformando-os em s's...)
Quando vamos ao quintal, estender roupa aponta para as molas penduradas na corda e diz: "não chega"...
São sinais da evolução normal de uma criança, mas que para nós, pais babados que somos, é um mundo de descoberta a ser revelado diante dos nossos olhos!

11 comentários:

Constantino, Guardador de Vacas disse...

É tão giro não é? O último filho que "criei" foi há 26 anos mas a minha filha já me deu um netinho. Estou a reviver. Adorei a sua crónica do quotidiano lindo como deve ser o seu com uma joinha dessas ao lado.

mfc disse...

E é tão giro ver estes pequenos grandes progressos do dia a dia!
Absorve-nos completamente.

Naná disse...

Constantino, é mesmo muito giro e só queria era ser capaz de registar tudo na minha memória, para nunca mais desaparecer! Só tenho pena que os meus pais não possam reviver a minha evolução através do seu neto, porque decerto que iam lembrar-se de me contar coisas minhas de quando eu era pequena e que nunca soube...
Mfc, sim, absorve-nos, mas mais que isso, preenche-nos!

Alice disse...

eu também tenho um pequenino cá em casa e sei bem do que falas :) é tudo uma linda descoberta. o meu pequeno tem 2 anos e meio e o teu? :)

Naná disse...

Alice, o meu menino também tem 2 anos e meio!

Tanita disse...

E ficamos assim com os pés badados e o orgulho inchado. E é tão bom. Digam lá o que disserem.
Lindo o teu menino :)
Bj**

Naná disse...

É mesmo, um orgulho pegado! Obrigada Tanita! Tu tens também um menino lindo ;) Bjs

Alice disse...

que giro!! o meu vai em Setembro para a pré (post de hoje) e o teu?, já anda no infantário? :)

Carla Delgado disse...

Eles crescem tão depressa e tornam-se independentes antes do que queremos, temos de aproveitar e saborear estas descobertas que fazendo.
Gostei de cá passar, vou faze-lo mais vezes.

Naná disse...

Carla, bem-vinda ao meu espacinho!

Carla Delgado disse...

;)