20 de novembro de 2014

Seis meses

Hoje completas seis meses.
Há seis meses que te conheci pela primeira vez, que vi o teu rosto pequenino de bebé de uns meros 2010 gramas.

Quando percebi que querias nascer antes da data prevista, tive medo... por ti. Tive receio que não fosses forte o suficiente...

Quando te vi naquele primeiro minuto, fiquei fascinada com a perfeição do teu rosto, com a tua beleza e as feições tão lindas e perfeitas. Fiquei mesmo abismada pelo quanto eras parecido com o teu irmão. Diria mesmo que naquela mesa do bloco operatório, novamente de braços abertos, qual Cristo na cruz, tive uma sensação de dejá-vu... parecias mesmo o Filipe, mas eras tu, o Ricardo!

A minha bênção!
Aquela que eu pedi em segredo dias e meses, de mim para comigo. Aquela bênção pela qual esperei e algumas vezes desesperei.

O teu corpo tão pequenino, sem músculos à vista, os teus dedos fininhos mas tão longos e perfeitos, os teus lábios... iguais aos do teu pai e do teu irmão. A tua pele junto à minha! Fazias ruidinhos tão baixinhos... e eu deleitada.

Os dias na Neonatologia foram complicados para mim. O meu medo continuava presente, mas a esperança de que tu, a minha bênção, não me fosses "roubado"...

Os primeiros três meses foram desgastantes, foram feitos de muito cansaço, algum desespero, muito pouco sono conciliado, muito choro teu e meu, mas eu estava feliz, porque tu és a minha bênção e estavas aqui comigo, nos meus braços e junto a mim.

Hoje, seis meses passados, és um menino lindo, tão sorridente e bem disposto! És um bebé sereno e basta pores os olhos em mim, abres o maior sorriso do mundo. Adoras que te façam garatujas e ris à gargalhada, deixando-me derretida e a rir feita patetinha. Detestas estar sozinho e quando te apercebes disso, dás gritinhos para chamar a atenção.
Tens umas bochechas rechonchudas que eu não me canso de beijar!
Adoras chuchar no polegar, contrariando a minha vontade.
Olhas o teu irmão com uma atenção diferente, como que em sinal de admiração, já a adivinhar que vais querer segui-lo para todo o lado!
És geniquento e aprendeste a "dar ao pedal" para embalar a espreguiçadeira e ver os bonecos a baloiçar, enquanto tentas dar-lhes umas "sapatadas".

Às vezes, paro a olhar para ti, para esses olhos castanhos, como duas azeitonas pequeninas, e sou invadida por uma comoção que me deixa à beira das lágrimas, e sinto uma pontada de medo... dos dias em que estivemos em duas alas diferentes do hospital.

Mas tu és a minha bênção, aquela que eu pedi!
E eu não podia ser mais feliz por te ter recebido na minha vida! E sinto-me afortunada por estares aqui e fazeres parte de mim e da minha vida. E és muito amado, e sempre assim serás, meu picaxuxo, meu Rica!

7 comentários:

gralha disse...

Parabéns :)
Os seis meses - que saudades! - são uma fase maravilhosa. Vai lá encher essas bochechas lindas de beijinhos da tia gralha, vá.

Maria Duarte disse...

Proíbe-o de crescer sff.

desabafosemrodape disse...

ainda agora era, e num instante foi. seis meses...Naná muitas felicidades para todo o sempre! :)

ei! kumpel disse...

Que bonito Naná! Que o teu menino te faça sempre muito feliz e que seja também muito feliz!

Joana disse...

<3 Parabéns! Que continue a crescer cheio de amor e felicidade, na companhia da sua linda família! Beijinho

A Gata de Saltos Altos disse...

Que palavras tão doces! =))

http://agatadesaltosaltos.blogspot.pt/

Tanita disse...

Parabéns amiga. Ele é lindo e veio completar a tua familia linda e tão unida.
beijinhos