15 de julho de 2014

Fome de leão

De todos os aspectos da maternidade renovada, aquele que menos preocupação me trazia era a amamentação. Estava em paz comigo mesma, porque achava que iria correr cinco estrelas, mil maravilhas, como sucedera da primeira volta. Confiante plena das minhas capacidades de amamentar, assumi que tudo seria um mar de rosas no que a esta matéria diz respeito.
Estava longe de imaginar que me sairia na rifa um filho do mais comilão que se pode encontrar.

A princípio temi que a minha confiança inabalável na minha capacidade de amamentar e na qualidade do meu leite tivesse sido excessiva e sobre-avaliada. Achei depois que ele estaria a passar fomeca da negra, depois convenci-me que leite materno ou suplemento alimentam-no da mesma forma e na mesma proporção.

Por estes dias, só o argumento de "pico de crescimento" me serve de consolo... e nem é assim tanto quanto isso!

É que o Ricardo é um esfomeado que começou por querer mamar de 2h em 2h, por estes dias a norma costuma ser 1h30 de intervalo entre refeições, quando não se fica pelas 1h15. Na semana passada cheguei mesmo a amamentar de hora a hora... o que se reflectiu num ganho de peso de 435 gr numa semana. 

Ele tem fome, está sempre com fome. 
E quando tem fome... ele grita com uma goela de meter medo!
Nada me preparou para um filho com necessidades alimentares desta monta...


5 comentários:

Paula disse...

Reconheço isso… tens de comer muito e beber muito também… e descansa…

Beijinhos a ti, ao comilão e ao Falipe :)

gralha disse...

Que benção, Naná :)
Eu passei de um comilão para um pisco e isso, sim, deixa o coração de uma mãe pequenino. Mas cada um é como é e cabe-nos adaptar-nos a eles.

Beijinhos e força nessas maminhas!

Magda E. disse...

Ai Naná! Tamos na mesma, que o meu S. tb só quer é ´tar agarrado à mama. Mas com o calor pode não ser só fome, ser sede tb...

Uba disse...

O meu também foi assim, sempre agarrado à mama. Descansa o máximo que puderes, alimenta-te bem e pensa positivo, é uma fase. :)

ei! kumpel disse...

O Enzo era assim, tal e qual. Chegou a mamar com menos de 1h de intervalo. É por isso que os prematuros recuperam algum peso rapidamente. No nosso caso ele nasceu sem percentil (tinha um gráfico à parte, para prematuros) e a curva de crescimento era mais “acerelada” do que as normais dos percentis.
É uma fase, como alguém disse ali em cima… vai passar, mas enquanto não passa custa mesmo mesmo muito. Beijinhos!