25 de junho de 2014

Senhor Abel, o avô babado...

Tens estado sempre no meu pensamento desde que o Ricardo nasceu. 

Sei que ficarias babado com o teu novo neto.
Ficarias profundamente maravilhado diante da perfeição do seu rosto.

Sei que ficarias a olhar para ele sussurrando palavras doces de avô, dizendo que o seu narizinho é "batatudo" e pequenino. Dirias que ele cheira a "pequeninos", como fazias comigo quando era pequenina (e mesmo em idade adulta!) e ainda tiveste oportunidade de fazer com o Falipe. 

Ias ficar tempos infindos a mexer nas suas mãos mini-mini e absolutamente espantado com os seus dedos esguios e compridos. 

E eu ia ficar deliciada com os teus olhos de alegria e emocionada com as tuas palavras de puro amor sussurradas aos meus filhos, teus netos!

Porque tu não ias caber em ti de contente, por seres avô de novo.

4 comentários:

gralha disse...

Ele lá há de estar orgulhoso do novo neto, onde está. Um abraço.

Uba disse...

E é nestas alturas que mais deve custar, não é?
Beijos

Arco Íris disse...

È maravilhosa a sua descrição.....
Eu felizmente ainda posso acompanhar o desenvolvimento dos meus netos, mas por vezes tenho pena de os meus pais já não terem oportunidade de verem os bisnetos, pois eles enquanto puderam ,viveram intensamente todas as suas gracinhas.

dona da mota disse...

:)
Beijinhos grandes!