25 de novembro de 2013

Girl Rising


Sempre dei graças por ter nascido num país, onde apesar de ainda subsistir alguma grande dose de machismo (especialmente nos meandros laborais), as mulheres são livres e gozam de estatuto igual.

Sempre agradeci o facto de poder estudar e seguir o caminho que eu quisesse. Especialmente grata à minha mãe, por sempre me ter deixado tomar as minhas próprias opções, ter as minhas opiniões formadas. 

Agradeci mais tarde, a possibilidade de trabalhar num mundo quase exclusivo de homens, e sentir-me respeitada por todos os meus colegas de trabalhos (uns mais que outros é certo...) e contar apenas com um ou dois episódios de discriminação com base no género durante esse tempo...

Todos os dias me sinto grata por ter encontrado um companheiro que me respeita, que me apoia a 100%, que me incentiva e que me acompanha na educação do meu filho, para que aprenda a respeitar todos por igual, homens ou mulheres, jovens ou idosos.

Infelizmente, há muitas meninas, jovens adolescentes e mulheres espalhadas por este mundo fora que têm que lutar, algumas com risco de vida, para terem um pouco de respeito e dignidade, só pelo simples facto de serem do sexo feminino....

1 comentário:

A menina cos(z)e? disse...

Bem verdade, Naná. Somos felizmente umas privilegiadas. Quem dera que fosse assim para todas as meninas e mulheres. Gostei muito do trailer, não conhecia e fiquei curiosa. Beijinhos