14 de fevereiro de 2013

Celebrar o amor

Diz que hoje é o dia do amor e dos namorados.

Não liguem ao meu mau feitio, mas acho este dia estúpido! Por aquilo em que se tornou ou em que o tornaram...

O amor é espontâneo, e para demonstrá-lo não é precisar haver um dia inteiro, data ou hora marcada. Ou se ama e se demonstra ou não se ama, mas não se finge amar... comprando caixas de bombons e peluches fofurentos!

Quem ama, ama sempre! Uns dias mais intensamente, outros menos, mas ama.

Ama mesmo nos dias de neura, em que só nos apetece esganar a nossa metade da laranja, porque nos deu uma resposta torta ou não nos fez a vontade. 
Ama igualmente naquela tarde em que ele leva o carro à oficina e trata de resolver a falta de vontade do carro em pegar... e nos assegura que tudo vai ficar resolvido!
Ama nos dias em dias em que andamos na picardia porque não concordamos com a disposição nova da mobília, que decidimos escolher só porque sim!
Ama em todos os dias em que ele coloca o despertador para acordar de manhã e ajudar a vestir o filho, apesar de se ter deitado de madrugada depois de fazer o turno da noite, só para podermos dormir mais 20 minutos e não termos que fazer tudo sozinha!

Ama nos raros dias em que ele faz o jantar, ama nos dias em que ele assume as tarefas domésticas porque estamos a cair prostradas com uma gripe!

Para celebrar, o amor, este amor, não são precisos 14 de Fevereiro, nem jantares românticos, nem bonecos fofinhos que não fazem mais do que deitar pêlos, nem bolos em forma de coração ou postais cutxi-cutxi!

Celebrar o amor é fazê-lo todos os dias, mesmo que disso não haja fotografias com rostos felizes e sorridentes, porque nessas imagens estão condensados todos os outros momentos de vida a dois, de caminhos partilhados, ombro a ombro, lado a lado!

6 comentários:

Paulo Nunes disse...

Eu também detesto este dia! é so corações e pombinhas brancas pelo ar! hoje é so beijinhos.... amanhã andam todos às turras!! :(

Benedita disse...

Eu e a minha cara-metade não comemoramos este dia de forma especial. Tentamos que seja apenas, mais um bom dia. :)

Arco Iris disse...

Naná completamente de acordo.
Claro que não vou genelarizar e respeito quem tem muita dedicação por este dia.
Só que na minha opinião muita vezes a comemoração deste dia é para compensar a falha de muitos dias que necessariamente seriam de Amor (em diversas situações) como muito bem dizes.

Maria Duarte disse...

Um ano, ainda namorados, antes de casar, lembro-me de irmos jantar fora neste dia, o que recordo desse jantar foi o facto de ter esperado 40 minutos pelas bebidas e mal tinha começado a comer já estavam a trazer a lista para as sobremesas, tal não era a fila que estava para se sentar...
Tal como em todos os outros aspectos da vida, prefiro viver todos os dias mais ou menos, que um dia por ano muito bem.
Por cá tb não houve bombons nem corações a saltitar, mas houve boa conversa na mesa do jantar.

Um Beijo

luisa disse...

Os dias disto e daquilo são só uma forma de incentivar o consumo e eu devo dizer que hoje não contribui para o crescimento da economia :)

Ana disse...

Eu não penso assim, eu acho que tudo é desculpa para celebrar o amor. Não sou contra a nada ou dia que que tenha uma boa intenção, como este. Mau era se eu só me lembrava do amor ou do meu marido uma vez por ano. O problema é que há pessoas que pensam logo na parte consumista e até se esquecem o significado, tal como no Natal.
Nós oferecemos prendas quando calha e às vezes calha neste dia. Por exemplo, no ano passado, estava numa formação e tinha de trabalhar com telas, aproveitei e fiz uma para o meu marido que ficou pronta precisamente nesse dia. Também ofereço sempre um cartão feito por mim. Este ano e em 2012, só trocámos cartões.

Por outro lado, há coisas que não dou importância, como o dia da luta contra o cancro, contra a SIDA... As coisas têm a importância que lhes damos, eu sou a favor da saúde, do amor e por aí fora. Não sou contra nada que seja mau (como as doenças).
Nem sempre me entendem, quando quero explicar o meu ponto de vista, ou eu não me sei explicar bem. Mas desde que conheço a lei da atracção, penso assim.
Beijinhos