16 de outubro de 2012

Primeiro a perplexidade, depois a revolta

Quem teve esta brilhante ideia devia ser violentamente açoitado e deixado sem comida durante um mês!

14 comentários:

Ceres disse...

Mas como é possível?! Deixar uma criança com fome a olhar para os outros?! A malvadez de certas pessoas não tem limites... Mas como lá diz o ditado, cá se fazem cá se pagam e eu acredito que sim... Karma is a bitch!

Naná disse...

Ceres, espero mesmo que seja muito bitchy com quem quer que tenha decidido uma baixeza deste calibre. Vingar-se numa criança por causa da falta de pagamento dos pais.
Sempre ouvi dizer que comida e água não recusa nunca a ninguém!!

Especialmente Gaspas disse...

Ao que o nosso pais está a chegar... e para o ano ainda há-de ser pior :(

Melissinha disse...

Tinham de demitir sumariamente a diretora.

gralha disse...

Esta directora deve ser daquelas que dizem mal dos beneficiários do RSI (para não falar em raças e etnias) e que nunca pede uma factura. Há gente que mete mesmo muito nojo.

Arco Iris disse...

Revoltante, fica-se sem palavras.
Bjs

carla disse...

Não compreendo. Juro que não compreendo. Como é possível cometer um acto destes com uma criança? Que espécie de ser é esta Directora?

Estou mesmo sem palavras.

sonho disse...

Mas é a este tipo de gente que todas nós entregamos os nossos filhos?? esperemos que não...

Lemon disse...

Este país não é a sério, só pode! Como é que chega uma criatura destas a um cargo destes...

sal disse...

:)parece que deixámos um comentário uma à outra ao mesmo tempo e eu recebi uma mensagem de "conflito" e impediu o envio do meu comentário.

Dizia mais ou menos que acredito e nem coloco outra hipótese, que a senhora vai ser afastada.
Nunca será suficientemente justo, bem sei, porque infelizmente este poder que nos governa protege estes tiranos.

http://5dias.net/2012/10/16/porque-a-barbarie-contra-as-criancas-e-assunto-de-todos/

É uma excepção, felizmente. Quero dizer, uma aberração.

Estive à frente de uma associação de pais de uma EB1JI, ainda que os tempos não fossem tão difíceis mas já existiam famílias muito carenciadas (sempre existiram) e garanto que nunca alguma criança ficou sem comer. Nunca. Não só porque é mesmo crime, mas porque jamais qualquer interveniente na gestão da escola o permitiria.

É mesmo uma excepção, tem é de ser travada.

Travado também tem de ser o desperdício das refeições que sobram e as quais as escolas não podem distribuir por ordens do ministério e da asae e enfim, já estou de dentes cerrados outra vez! ;)

Naná disse...

Sal, esta senhora deveria ser obrigada a recitar os Direitos da Criança até ao fim dos seus dias e além de exonerada, completamente afastada de qualquer cargo onde pudesse interferir com crianças! Espero mesmo que seja punida severamente.
E estou plenamente de acordo contigo: as regras que impedem a redistribuição de sobras de refeições são estúpidas e carregadas da mesma insensibilidade social, apesar de conhecer perfeitamente bem os pressupostos da segurança alimentar...

AvoGI disse...

desculpa ser do contra e nao digo que sou a favor dessa atrocidade mas vamos a ver...
imagina que a escola deixa que uma criança cujos pais nao pagam comer que moral tem para com os outros que fazem das tripas coração para que a mensalidade seja paga a tempo e horas? será correcto em relaçao a estes que pagam?
e vamos ver por outro prisma
se a escola permite que por um dia a criança almoce , nao estará a permitir que nos dias seguintes a criança volte a comer sem pagar?
sabes, NAná eu já estive à frente da direcçao de uma escla com 500a lunos e regras sao para se cumprir nao se pode abrir um precedente para um que logo temos de abrir para 499. nao é obrigação dos pais pagar a mensalidade para que nada falte ao seu educando?
volto a dizer qu enao sou a favor da situação ma spela sminha maos já passaram muitos interesseiros (que julgam que o estado tem de dar tudo) que se faziam passar por pobres mas o cigarro e as unhas de gel mais o pequeno almoço na tasca da esquina depois de deixar a criança à porta da escola sem comer nao faltavam .
kis :=(

Melissinha disse...

AvoGI, castigar uma criança em vez dos pais é verdadeiramente uma atrocidade.

Naná disse...

AvoGi, até percebo o argumento da abertura de precedentes relativamente a regras. E também sei que há muitos pais com as prioridades invertidas, é certo. Aqui neste caso não sabemos o que motivou a falta de pagamento por parte dos pais.
Mas não aceito, tal como a Melissa disse, que se castigue a criança em vez dos pais. Se a Escola entende que por falta de pagamento não podem fornecer os serviços, impeçam os pais de deixar lá a criança - o que também me parece um tanto exagerado, por conta duma dívida de 30€.
Creio que a maior revolta que senti foi que além da provação a que submeteram a criança, terem impedido uma das funcionárias que se ofereceu para custear o almoço da criança. O que denota um revanchismo enorme contra um ser tão pequeno... Isso é que me incomodou.