3 de agosto de 2012

Falipices #21 - Dar largas à imaginação

Pensara em dar a minha máquina fotográfica Fuji ao Falipe, visto que tive que a "encostar à boxe",  porque algumas fotos saíam desfocadas, especialmente se usasse o zoom, e sem falar do eterno grão de pó que está dentro da objectiva desde que a comprei e que deixou sempre uma marca redonda nas fotos.
Decidi fazê-lo na semana passada, quando estava a tirar fotos ao Falipe, e ele insistia em querer ser ele a tirar as fotografias.
Preparei a máquina e disse-lhe que era uma prenda para ele.
Depois de me ter atirado com aquele olhar de incrédulo perante a oferta, ficou radiante!
Daí em diante, foi a loucura. O Falipe dispara a tudo o que mexe! (e não mexe...)
Fez-me posar para ele imensas vezes e tirou tanta mas tanta fotografia, inclusivamente debaixo da mesa de jantar, que em pouco mais de uma hora conseguiu fazer com que o cartão de memória de 4GB ficasse completo e sem poder tirar nem mais uma fotografia!
E não é que me tirou algumas bem giras?!
Eu fiquei mesmo feliz com a decisão de lhe dar a máquina, só pela alegria e entusiasmo que lhe vi no rosto!

 

8 comentários:

Lacorrilha disse...

Ena, eu acho é que temos fotógrafo. Podias ir mostrando algumas fotografias tiradas pelo catraio, a começar com essa idade, e se sair à mamã, já estou mesmo a ver o que aí vem.
Beijocas

Mammy disse...

Se forem os teus genes que o fazem gostar de fotografar, temos fotógrafo!
:)
Bjs

Ni! disse...

Está enorme :) E crescido!

luisa disse...

Como é que se diz?... de pequenino se torce o pepino :)

Naná disse...

Lacorrilha e Mammy, o pai também tens os genes e o bichinho da fotografia. Apenas gostamos de fotografar coisas diferentes :)

Ni, tu nem imaginas, está enorme!

Luísa, é mesmo! :)

Ana disse...

Tenho a certeza que foi uma decisão acertada. Até gostava de ver as fotografias.
Quando o Diogo tinha 4 anos, também se fartou de fotografar no Verão, com a minha reflex e saíram fotos espectaculares. Entretanto, a máquina ia caindo e nunca mais.
Depois acabou por cair abaixo da mesa, a Sara puxou a alça.

Beijinhos

Naná disse...

Ana, porque não lhe arranjas uma baratusca? Nunca se sabe :)

Tanita disse...

Ena uma vocação já de tão pequenino, temos futuro :)