25 de junho de 2012

Coisas que me enervam, com especial intensidade, à segunda-feira

Detesto comprar velas que cheiram tão bem, tão bem, tão bem na loja, mas que depois quando se lhes chega o fogo, não cheiram a rigorosamente nada... logro é assim a palavra que me vem logo ao pensamento!

Detesto que a senhora da limpeza deixe sempre o caixote dos papéis longe como tudo, refundido debaixo da secretária e que eu todos os dias, acto contínuo, tenha que o puxar para mais perto...

Detesto ter que travar o carro a fundo porque o senhor-motorista-do-autocarro se acha um "todo-poderoso" que pode ocupar duas faixas de rodagem só porque conduz um veículo grande, mesmo que ele caiba perfeitamente na faixa de rodagem em que segue.

5 comentários:

Mariinha disse...

Naná, tenho o mesmo problema que tu, o meu cesto dos papéis está sempre afastado, todos os dias tenho que o puxar para mais perto. Realmente às segundas feiras custa a encarar certas coisas, precisávamos de continuar em modo fim de semana. :))

Beijinho

Lemon disse...

Não sofro do síndrome da segunda-feira, até gosto, mas percebo-te. Essas coisas irritam, assim sendo, inspira, expira e sorrisinho na cara que o dia é de Verão.
Besito

Naná disse...

Também não costumo sofrer de síndrome de segunda-feira, mas hoje estou mesmo cansada do fim de semana...

gralha disse...

Vai lá cheirar as velas apagadas e tomar uma boa banhoca tépida, acompanhada do teu livro do momento, que já te sentes melhor :)

Naná disse...

Ai gralha, eu já ficava bem era com uma soneca de duas horas ;)