28 de maio de 2012

Desafio


Mais um desafio a que respondo tarde e às más horas (bad Naná, bad girl!).

A Anita e a Borboleta Serrana enviaram-me este mimo, que achei deveras interessante!
Obrigada por se terem lembrado de me presentear!

Este desafio é da M* e consiste no seguinte:
1 - Dizer de onde começou o desafio e quem vos passou; Já está
2 - Dizer se gostam ou não de fotografia; Adoro fotografia!
3 - Se sim, dizer o porquê e o que mais vos fascina no mundo da fotografia;
Sempre encarei a fotografia como um registo que se capta de um lugar ou de um momento, que fica eternizado naquele frame de fotografia! Uma recordação precisa e exacta! Como se transferíssemos ao papel ou ao suporte digital com a maior precisão aquilo que os nossos olhos viram em toda a sua magnitude!
Seria incapaz de viver sem fotografia, sem poder voltar a todas quantas tenho (devem ser quase um milhar delas...) e recordar tudo o que a fotografia encerra!

Quando estava no 12.º ano, fui assistir a uma série de "apresentações de profissões", na escola onde andava (promovida para ajudar os mais indecisos a escolherem um caminho profissional) e gostei tanto da apresentação da profissão "fotógrafo", que durante uns dias aquilo andou a pairar-me no espírito, tendo mesmo chegado a equacionar essa hipótese como uma a seguir. Depois, o sonho da minha mãe em tirar um curso superior falou mais alto... mas nunca mais esqueci algumas das fotografias que vi naquela apresentação! E do facto do fotógrafo mencionar quando custava o equipamento que usava e o peso que costumava carregar na sua mochila, quando ia fotografar um qualquer evento.

4 -Postar uma foto de alguma situação ou sítio que vos tenha realmente marcado (claro que se a foto tiver pessoas, podem tapar a cara)  
Já aqui postei esta fotografia, mas será sempre esta que me ficará para sempre na memória: o Falipe no dia em que nasceu! Ele nasceu e eu "renasci" como mulher e como pessoa! Por muito cliché que isto possa parecer, é a mais pura das verdades. A pessoa e a mulher que sou hoje devo-o ao meu filho e à sua entrada na minha vida!


 Curiosamente, existem muitos outros momentos marcantes da minha vida, que ajudaram a definir quem sou hoje, mas esses não são bons e desses nunca costuma haver registos fotográficos...

7 comentários:

Tanita disse...

Que lindo o Filipe e hoje está com as mesmissimas expressões, ve-se mesmo que é ele.
E querida, há alguma coisa melhor que ser mãe? e o momento em que os nosso pequenos nasceram?
Bj** e boa semana**

Sonia Corv disse...

Fotografia também é uma das minhas paixões! Ser mãe significa crescimento interior e que belo momento aqui demonstrado. A cumplicidade ainda se torna maior quando somos mãe e pai ao mesmo tempo;)

Beijinhos

ombemua disse...

Que lindo!!!
Boa semana querida
Baci*

Mammy disse...

Eu adoro as tuas fotografias!
Bjs

kuka disse...

O puto é muito giro. E olha que eu, ao contrário de vocês, sou insuspeito.

Lacorrilha disse...

Ai que tu assim derretes-me toda. Coisinha mais linda.

Naná disse...

Tanita, não há nada melhor mesmo!

Sónia, acredito que a cumplicidade aumente quando se "acumula" as duas figuras numa só pessoa. Ser mãe é mesmo muito bom!

Ombemua, obrigada. Sou uma mãe babadíssima!

Mammy, obrigada! :)

Kuka, obrigada! Tenho ou não tenho razões para babar de orgulho de mãe?!

Lacorrilha, ah pois é...e continua lindo, tal e qual!