2 de maio de 2012

É tudo uma questão de escolha...

Ontem fiquei a saber da campanha promocional a decorrer nessa cadeia de lojas que encheu páginas de jornais, abriu blocos noticiários televisivos e fez correr rios de letras no mundo virtual.
Num primeiro impulso, achei-me capaz de ir a uma loja e trazer para casa uma centena de euros em  produtos alimentares não perecíveis e detergentes, para compor ainda mais a minha despensa, que tenho ido enchendo qual galinha que enche o papo grão a grão.
E lá fui em romaria... tentei em 3 lojas diferentes... numa foi a falta de estacionamento que me dissuadiu, na outra foi a fila que se acumulava no corredor à "boca de cena" do supermercado, aguardando apito da "grelha de partida", por já se ter desanuviado mais a massa humana no seu interior...
Na terceira loja ainda consegui entrar, levando o meu pequeno filho pela mão, pois não tinha com quem o deixar, já que o G. foi trabalhar (12h de turno e sem receber acréscimo de vencimento por isso, e não... ele não teve direito a escolher se ia ou não...).
Mas após atravessar dois corredores e ver o tamanho da fila para pagar e quase 80% das prateleiras vazias, fui acometida dum surto de lucidez e percebi que não era assim que eu queria passar um feriado, já que eles irão ser cada vez menos... 
Percebi que não ia sujeitar o meu pequeno filho à loucura que grassava naquele edifício.
E tomei a decisão de sair porta fora de imediato e ir passear com ele a um qualquer parque infantil, porque vê-lo correr, rir e brincar livremente num dia que acabou por se pôr primaveril, é de um valor avassalador e não há dinheiro nenhum que o pague.
Consegui sair da loja ilesa, mas não sem a ajuda de um simpático funcionário que esboçou um sorriso quando lhe perguntei como saía dali "sem compras" e que decidiu acompanhar-me à saída, não fosse eu necessitar de "escolta"...
Os momentos que se seguiram, no parque infantil, foram de uma alegria enorme e isso só serviu para cimentar a minha posição de que eu sou poupada, mas no dia a dia, nas compras que faço e não apenas nos dias em que uma alma iluminada decidiu vender tudo a preço de saldo.

Atenção, não condeno a iniciativa, muito longe disso... acredito que muitos tenham sido beneficiados e que bem precisavam. Eu própria teria usufruído dela de bom grado, não fosse a loucura em que se tornou...
Simplesmente optei por não poupar 50 ou 100€ na conta do supermercado mas apreciar um dia que se queria de descanso na melhor companhia possível: o meu filho!

12 comentários:

Paula disse...

Acho que fizeste muito bem! Eu consegui fazer as duas coisas pq fui cedinho, deixei a filhota com o pai, e a loja não estava nas condições que descreves. Demorei 1.30h a voltar a casa e depois pudemos aproveitar o dia todinho...

Seria incapaz de estar 6 pu 7 horas dentro de um estabelecimento, a menos que disso depende-se pôr comida na boca da minha familia... felizmente as coisas (ainda) não estão assim tão más...

Bjs xx

Maria disse...

Fizeste a melhor escolha...sem duvida!!! Bj

t disse...

boa opção :)
***

ESpeCiaLmente GaSPaS disse...

E fizeste tu muito bem!!

Eu nem pus o pé fora de casa para ver se a fila era grande ou pequena...

Marisa disse...

Acho que não podias ter escolhido melhor. Sou da mesma opinião que tu, acredito que tenha dado um grande jeito a muita gente, mas eu não me meto naquelas confusões... :)
Bjocas

Paulo Nunes disse...

Não condeno a iniciativa... condeno foi a exploração a que os funcionários foram sujeitos. devem ter trabalhado mais nesse dia que durante o mês inteiro, sem receber mais por isso.
Em relação ao dumping, desde que paguem aquilo que foi acordado com os fornecedores, não vejo problemas nisso!
E claro... não era capaz de ir para um supermercado nessas condições, porque iria aturar muita coisa que não estava disposto! :)

Tanita disse...

Oh querida, a melhor escolha de todas, podes ter a certeza. É neste momentos, quando vemos a felicidade deles estampada nos pequenos olhos e no sorriso rasgado que percebemos que o dinheiro não é nada comparado com isso, apesar de nos fazer falta claro.
Um dia o F. vai agradecer-te por esses momentos a dois.Beijos**

triss disse...

Também eu estive no jardim com a minha filha:-)

gralha disse...

No fundo, era a isso que eu me referia no meu post sobre isto, meio a brincar, meio a sério: esta situação excepcional obrigou-nos a definir as nossas prioridades. Acho que as tuas estão muito bem arrumadas :)

{entreter os dias} disse...

A tentação era grande, mas a decisão foi a mais acertada!!!
Um beijo para os dois *_*

luisa disse...

Decisão acertada Naná... penso que ganhaste muito mais do que 50 ou 100 € :)

Naná disse...

Obrigada a todos pelos comentários!
O que eu ganhei foi muito mais que 50 ou 100€, ganhei sanidade mental, serenidade e o meu filho ganhou ainda mais!
E com a correria estava a dormir antes das 9h da noite, o que é raro!