22 de fevereiro de 2012

FINITO!!

As obras no apartamento do meu pai!
Depois de muito stress, muita irritação, muita falta de resignação perante o facto de ter contratado as pessoas com menos brio profissional que tive o desprazer de contactar...
Finalmente fiz contas com o empreiteiro na segunda-feira e o episódio de acertos de contas foi absolutamente hilariante! 
Agora consigo rir-me, porque antes o meu sistema nervoso disparava cada vez que via uma asneira....
Sinto um alívio enorme por finalmente ter chegado ao fim esta cruz que me fez perder a compostura em uma ou duas ocasiões... sinto que estou mais leve e isso nota-se na minha maneira de estar!
Entre trabalhos mal executados porque eram todos uns "porquinhos", houve tempo para tudo! Até na semana passada, quando eu pensava que finalmente estava tudo em ordem, os senhores partem um dos vidros da cabine de duche, um vidro temperado de 6 mm de espessura e lascam um outro...
Desde tentarem disfarçar um buraco do tamanho dum berlinde, numa das portas, com massa de madeira, para que eu não visse... desde os vidros das janelas novas com fios de silicone a escorrem entre os dois vidros, as fugas sucessivas no autoclismo, que quem acabou por resolver em definitivo foi o G., houve mesmo de tudo, as janelas de alumínio que não fechavam bem, rejuntamento de cores diferentes na mesma parede, esgoto do lavatório a fazer retorno no cifão do poliban, porque entupiram o esgoto com massa de rejuntar e cimento cola (despejavam os restos lá dentro...)
Quando chegou a hora da verdade e vamos a contas, claro que ouvi o sr. dizer-me que tinha "trabalhos a mais para me cobrar". Uns justificadamente, outros nada justificados...

Aqui ficam as pérolas, para memória futura, não vá algum dia pensar em fazer obras novamente e ser melhor esclarecer de antemão o que está incluído e o que não está no orçamento.
- Reboco das fissuras nas paredes antes de pintar - disse que não lho pagava porque quando foi feito o orçamento eles viu todas as fissuras e guess what: quem forneceu o reboco fui eu!
- Envernizamento de porta da entrada: cobrou um valor global, mas depois de eu ter concordado com o valor, quis debitar-me a lata de verniz...
- Montagem de fita dos estores embutida na parede: já tinha apresentado valor para a montagem e tentou cobrar duas vezes...
- Calha de correr para porta da despensa: inicialmente a porta não ia ter calha, mas foi orçamentada a montagem sem calha, cujo valor já lhe tinha pago e era muito superior ao da montagem com a calha;

Mas para mim a cereja em cima do bolo foi:
- Dobradiças das portas: quis cobrar-me o valor unitário de cada uma - no dia que as comprou disse-me que as «direitas» tinham custado 3.80€ e as duas «esquerdas» eram 5.90€, mas depois apresentou-me valor unitário de 7,40€ (sem mostrar facturas disso, claro!).
Ora bem, vamos lá a ver... eu pedi orçamento para reparar os aros das portas, pedi orçamento para compra de portas novas e ele ainda me deu-me orçamento de montagem das ditas portas nos aros reparados. 
Eu deduzo que por montagem se fale de todos os trabalhos e materiais que se prendem com a montagem, logo as dobradiças estão incluídas... porque sem dobradiças não se montam portas, digo eu que não sou engenheira ou carpinteira..
O gajo teve a lata de me dizer que eu tinha pedido dobradiças novas e que tinha escolhido aquelas, que eram as mais caras, por serem inox! Ao que respondi que nunca fui consultada para escolher fosse que dobradiça fosse e se assim era, porque não me disse que eu teria ido escolher pessoalmente e tinha-as pago, como fiz com os materiais de pavimento, revestimento, cimentos e argamassas, que lhe forneci!
Mas voltando à montagem... perguntei como é que ele queria montar as portas sem as dobradiças... ele responde que eu é que pedi para substituir as existentes... porque por ele, tinham sido montadas as dobradiças velhas!!!! 
Pasmem-se nisto... eu mandava arranjar os aros, todos pintados e bonitos, comprava portas novas, mas punha dobradiças de 30 anos de idade... deve ser para rir, e foi o fiz! Dei uma sonora gargalhada e não lhas paguei!!! Era o que mais faltava, pagar a mesma coisa duas vezes!
Pelo caminho debitei-lhe um valor diário por cada dia de atraso de entrega, que deveria ter sido muito superior, visto que pelo engonhanço (havia dias em que assentava 3/4 peças de revestimento e pouco mais) e várias semanas em que nem apareciam, podiam ter feito as obras em 3 meses e levaram 4 meses e meio!

Mas no fim das contas, o que conta é que terminou este capítulo e agora partimos para outro: o arrendamento, com tudo como manda a lei!

Espero não ter desgostos similares...

7 comentários:

Tanita disse...

Realmente há pessoas mesmo trafulhas. Este senhor é um deles. Ainda bem que terminaram e que te vês livre deste filme. Agora respira fundo e vai lá desfrutar do apartamento que acredto, que mesmo com estes atribulados acontecimentos, esteja lindo e ao teu gosto.

flor disse...

Ao ler este post, tive por momentos uma sensação de dejá vu. Passou-se algo muito semelhante comigo há 5 anos atrás qaundo comprei uma casa e quis fazer obras de remodelação. Só de pensar dá-me nervos. Atrasos, coisas mal feitas, alterações de orçamento... enfim... ainda bem que o filme já acabou.

Marisa disse...

Eheheh... olha já me fartei de rir com o teu relato.
Passei por algo semelhante em casa dos meus pais, quando eles decidiram fazer uma cozinha inteiramente nova.... :)
Infelizmente há cada vez menos profissionais competentes.
Bjinho

Arco Iris disse...

Também já fui vítima....
O meu marido que não perde o sono por qualquer coisa, nessa altura nem dormia.
Espero que agora corra tudo bem.
Bjs :)

cuca disse...

Parabéns por já teres o apartamento pronto a habitar. Agora é arrendar como manda a lei. Ao ler o post tenho cada vez mais a certeza de que sou eu que devo fazer as obras na casa do meu pai com a ajuda do meu cunhado e do meu marido. O meu cunhado tem jeito para obras e assim poderíamos fazer tudo juntos. A ver... (eu sei que será extremamente duro e cansativo)

kuka disse...

O arrendamento? Ahahahah! Deixa-me rir. Agora vai começar outra odisseia!

mfc disse...

À vista disto... imagina agora como serão as obras no Estado!!
É que eu nem quero pensar!!