10 de janeiro de 2012

Shut down and reset

tirada da net
É o que eu preciso hoje!

Desligar o cérebro, fazer um reiniciar dos meus neurónios e começar com uma nova tábua, bem rasa...
Trabalhei 8 anos nas obras, assim que deixei o ramo, ainda não satisfeita, meti obras em casa do meu pai, sabendo tudo o que sei de escabroso sobre como as coisas se fazem, como o grau de profissionalismo de quem lá trabalha ronda quase invariavelmente os mínimos (salvo raras excepções, claro!); como na maior parte dos casos ficamos sempre mal servidos... isto quando ficamos servidos de todo...

E as cabras (das obras, claro!) continuam a fazer o meu sistema nervoso atingir picos cada vez mais altos, a ponto de acordar às 6h da manhã com os circuitos a funcionar a mil km/h...

O meu pai, com a sua sabedoria própria da idade, sempre disse que nos dias que correm "a excepção é ser honesto". Tão certo que ele estava... e eu sabia que ele estava certo!

Por ora, só tenho um desejo: que as obras cheguem ao fim!
Para não mais me meter nelas, nem na próxima década!

7 comentários:

Tanita disse...

Respira fundo, acalma-te. Pode ser que a partir de hoje as coisas começem a correr melhor. Vou torcer por ti e para que as malditas obras terminarem bem depressa. Bj**

A Minha Essência disse...

Vá, pensa que se te meteste nelas era porque eram necessárias. Assim sendo e mesmo sabendo a estupada que é, respira fundo e pensa essencialmente que é temporário... ;)

Kiss

Arco Iris disse...

Quando chegam ao FIM e o objectivo foi conseguido.
Vale a pena o sacrificio.
Bjs =)

AvoGI disse...

Obras? venha o diabo e as faça e coma poeira
kis .=)

Naná disse...

Obrigada pelos vossos comentários, ajudaram pelo menos a relativizar a coisa!

Avogi, é mesmo isso... o diabo que as faça e coma mesmo muita poeira!

Ana disse...

As obras deixam-nos sempre de cabelos em pé, seja pela poeira, pelos sucessivos atrasos, ou pela falta de qualidade do trabalho...

Há que pensar apenas no resultado final, acredita que é a melhor maneira e vale a pena.

Beijnhos

mfc disse...

É stressante ter que aturar essas coisas!!
Bem... agora é aguentar até ao fim!