17 de janeiro de 2012

Médicos e enfermeiros

tirada daqui
 Na última consulta que o Falipe teve com a nossa médica de família, ela aconselhou-me a dar uma nova dose da vacina Prevnar 13, visto que agora estava disponível no mercado uma dose para ser administrada aos 3 anos de idade. Eu, por conselho dela, em quem confio, acedi a dar-lhe a vacina, que ainda é cara e custa 76,30€.
Aproveitei a semana de férias no final do ano para ir ao centro de saúde tratar disso, para não estar a correr o risco de o Falipe reagir com febre à vacina e depois ficar em casa de molho.
Eis o que me sucede no centro de saúde:
Entrámos os 3 na sala de vacinação, entrego a vacina que acabara de comprar na farmácia e o boletim de vacinas. 
A enfermeira olha para o boletim e nisto pergunta-me que idade tem o Falipe. Depois consulta uma folha A4 com os planos de vacinação para cada uma da tipologias.
Começa a fazer contas e diz-me que ele já tinha levado todas as doses daquela vacina que eram necessárias.
Eu: a minha médica de família aconselhou a fazer este novo reforço aos 3 anos de idade.
Enfermeira: pois, mas o seu filho levou todas as doses necessárias até aos 2 anos.
Eu: pois, mas a médica aconselhou a dar este reforço.
Enfermeira (com ar de quem está a duvidar de mim...): mas quem é a sua médica de família?!
Eu: Dr.ª Fulana Beltrana Sicrana.
Enfermeira volta a pegar na folha do plano de vacinas e tenta fazer uma chamada telefónica, a que ninguém respondeu...
Enfermeira acha por bem abrir o pacote da vacina para consultar a bula... rasgando o selo e parte da caixa...
Eu comecei a ficar aborrecida com aquela falta de vontade em cumprir com um conselho médico que me tinha sido dado...
Enfermeira acaba de ler a bula e conclui: pois, não precisa estar a fazer esta vacina porque o seu filho já levou as doses todas que eram necessárias! O melhor é devolver a vacina na farmácia... (sim, pois claro, depois de a sr.ª enfermeira ter violado o selo e rasgado parte da caixa...)
Saí de lá irritada e pouco convencida com a situação! o G. só me dizia: "mas que raio? então mas afinal ela está aqui para dar vacinas ou não?!"
Eu só dizia: não acho normal... então a enfermeira sabe mais disto do que a médica?! A Dr.ª Fulana Sicrana Beltrana não me ia receitar uma vacina se não achasse que o Falipe precisasse dela...
Fui à farmácia devolver aquilo e vá lá que a sr.ª que me atendeu foi uma querida e compreendeu a situação e aceitou a caixa naquele estado...
Nesse dia, tinha consulta marcada com a pediatra do Falipe. Quando descrevi a situação; a pediatra quase amarinhou à parede! 
Disse-me que em primeiro lugar, a competência da enfermeira é dar a vacinação e em segundo, ela não tem nada que desdizer uma receita médica. E volta a receitar-me a dita Prevnar 13, mas desta vez explica-me a razão da indicação médica nesse sentido: as doses que o Falipe tomou até aos 2 anos eram da Prevnar 7, que previnem doenças pneumocócicas de 7 estirpes diferentes. A razão de ser da Prevnar 13, é que oferece protecção contra 13 estirpes diferentes, daí a Ordem dos Médicos aconselhar à vacinação, por ser mais abrangente e completa que a Prevnar 7.
Ou seja, a enfermeira não foi posta ao corrente e nem fez por se inteirar plenamente sobre o assunto.
Eu fiquei a perder por isso: o meu filho não ficou logo vacinado, perdi tempo na altura, vou ter que tirar um dia de férias de propósito para voltar lá e arrisco-me a que ele faça febre e fique de molho mais um dia ou dois...

10 comentários:

Ni! disse...

Surreal...

Paula disse...

Que situação...

Curioso, a minha filha não levou essa vacina e olha que o pediatra dela costuma passar tudo e mais alguma coisa.

A médica não mandou uma 'receita' para a enfermagem? O meu passa sempre e eles também pedem sempre e fica lá na ficha da pequena no centro de saúde. Só assim é que por aqui as enfermeiras dão as vacinas que estão fora do PNV.

Bjs xx

mfc disse...

Mas que história esta!!!
É rocambolesca!

Tanita disse...

Xiça, a ver se não apanhas mais essa enfermeira. Bj**

Arco Iris disse...

Há bons e maus profissionais em todo o lado, e aí na parte da enfermagem ficou bem demonstrado, sobretudo pela atitude.
Minha filha é enfermeira ( de paixão) na área da Pediatria, de certeza que não seria o seu procedimento.
Bjs =)

Magda E. disse...

enfim...

Caminhante disse...

Os enfermeiros têm essa mania. Tenho uma amiga minha enfermeira que uma vez me disse que os enfermeiros é que sabem "sobre a realidade médica" porque passam mais tempo com os doentes. Enfim...sem comentários!
Beijinhos

D. disse...

caramba! Sem palavras.

ESpeCiaLmente GaSPaS disse...

A enfermeira tentou fugir com o rabo à seringa... ah pois!!!

Defendendo a saúde disse...

Tanta asneira junta que nem vale a pena tentar explicar. Tenha é o bom senso de a próxima vez que desejar falar sobre o que não sabe ao menos se informar devidamente. para não dar ar de srª revoltada com a enfermagem e servil para com os médicos... Ridículo. Só demonstra a sua cegueira. Mais, se pensa que a sua criança está salvaguardada com a prevenar 13 engana-se... As estirpes existentes são muitas +... claro que isso a srª doutora fantástica e maravilhosa, que sabe tudo não lhe explicou ... entre outras coisas +! Sucesso, dinheiro e coragem para continuar a espicaçar a sua criança por vontade da sua médica,para felicidade da industria farmacêutica e para seu descanso pessoal. Haja um dia uma vacina para prevenir estupidez!!!