23 de janeiro de 2012

Coisas da minha terra


Tenho um fascínio enorme por chaminés algarvias desde menina (e também não desgosto de algumas do litoral alentejano, dada a semelhança).
Talvez porque certa vez, quando era uma menina pequenina, quis ajudar o meu avô a remendar a chaminé de nossa casa. 
Achei tão curioso que ele quisesse usar para colocar no topo da chaminé remendada uma bóia marítima feita de vidro, como a que lá estava antes, mas que acabara por se partir, vergada pelas intempéries... 
Mas como não encontrou quem lhe desse uma, aceitou a oferta duma bóia marítima feita de metal. E ainda hoje é essa a bóia que lá está, no topo da chaminé, pintada de branco.
Há uma série de chaminés algarvias, cada uma mais bonita que a outra!!
Eu gosto de olhar para elas, no alto dos telhados em telha portuguesa, e ficar a observar os pormenores que a tornam tão bonita! Antigamente eram feitas de forma artesanal e dependiam da imaginação de quem as fazia... hoje em dia, são feitas em série, com base em moldes, como a que tenho no telhado de minha casa.
Não resisto a fotografá-las. Pode ser que um dia tenha uma boa colecção de imagens da chaminés algarvias, para um dia mostrar aos meus filhos e netos, como eram as chaminés das casas de outrora.

4 comentários:

Arco Iris disse...

Também gosto da chaminé Algarvia.
É a imagem de marca das casas da Região.
Bjs =:)

Turista disse...

Querida Naná, ou quem sabe para fazeres uma bela exposição temática! :)

cuca disse...

Ainda há quem diga que o Algarve são só praias. Decerto nunca prestaram atenção à etnografia algarvia.

Tanita disse...

Eu também gosto.
Mas o que fotografo são portas, adoro. Bj**