5 de dezembro de 2011

E nas férias...

Montei a árvore de Natal!
Desde 1995, quando a minha mãe faleceu, que deixei de querer comemorar o Natal. Decorar a casa deixou de fazer sentido para  mim nessa altura.
Decidi nessa altura que apenas voltaria a comemorar esta época, com a devida pompa e circunstância, quando tivesse um filho!
A vida foi irónica comigo, porque me trouxe o meu filho mesmo no dia de Natal, três semanas antes do esperado. Por isso, mesmo que o Natal não tivesse significado por mais nenhuma outra razão, no dia 25 de Dezembro haverá sempre festa em minha casa!!
Além de decorar a casa com pinheiros, bolas cintilantes, presépios, há que decorar com balões e objectivos festivos!
Além de planear os doces todos propícios da época: rabanadas, bolo-rei, pastéis de batata doce, há que pensar no bolo de aniversário!
Cumpri a minha promessa e no ano passado comprei uma árvore de Natal, não muito grande. Uma que desse para colocar em cima de um móvel, longe das mãozinhas do pequenino. Comprei uma que traz fibra óptica incorporada, o que significa que não tive que gastar dinheiro em luzes que deixam de funcionar à prima lâmpadazinha que se funde.
O resultado foi mais ou menos este, já que eu tenho pouco jeito para decorar e estou destreinada...
Na foto não se consegue ver bem o colorido da fibra óptica... mas é mais giro do que as luzinhas...

7 comentários:

AVOGI disse...

eu estou assim mais ou menos como tu: sem pachorra de embelezar a casa pelo natal
kis .=(

jabeiteslp disse...

um belo e grande desejo

em todo o seu ansejo...


feliz sonho frente ao mar
sempre que ao acordar....

=_= xoxo grande da Covilhã
onde os pelos do bigode


por assim dizer ...brrrrrrrrrr

Tanita disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Tanita disse...

(vou refazer o comentário que coloquei porque não saiu como queria e a intensão não parecia a melhor, assim:)

Não gosto do natal como já te disse mas, este ano também tenho de pensar em alguma coisa, afinal o meu pequeno já percebe isto.
Mas para mim o dia 25 será sempre a mesma hipócrisia.
Especial vai ser este ano não só pelo meu Manel e a loucura pelas caixas dos presentes mas, porque o teu F. faz anos e posso partilhar contigo a tua felicidade. Bj**

(assim está melhor, puxa isto de escrever às escuras, porque o Manel está a dormie no sofá, não dá jeito nenhum)

Turista disse...

Querida Naná, tens um menino Jesus, em casa!! Acho tão bonito. :))

Naná disse...

Avogi, espero que te aconteça como comigo: depois no dia parece que o espírito aparece vindo não sei de onde...

Jabeitslp, grande poeta!

Tanita, em tempos achei o Natal também uma hipocrisia, mas no fundo já percebi que o Natal não é mais do que uma festa que devia trazer ao de cima os melhores sentimentos: gratidão, amor, generosidade, etc. mas não é assim... corromperam a coisa... O Manel vai acabar por te convencer que vale a pena comemorar! E claro que partilharei contigo a alegria do 3.º aniversário do F.

Turista, já viste?! É verdade! Um Menino Jesus só meu!!

Ana disse...

Há coisas que não têm explicação, simplesmente acontecem. Alguém queria que começasses a celebrar o Natal e o teu filhote nasceu mais cedo.
Beijinhos