21 de novembro de 2011

Coração inundado


tirada daqui

Gosto de te observar, de parar uns minutos só a reparar em ti, nos teus gestos, nas tuas expressões faciais, no quanto estás diferente, no quanto cresceste, no quanto parece que já não és o meu menino bebézinho, "caluxo" do meu coração.
Já são raras as vezes que dormes no meu peito, mas continuo a adorar a emoção de sentir o teu corpo ondular cadenciadamente sobre o meu peito, ao ritmo da respiração, combinada com a minha, em uníssono.
Pego devagar numa das tuas mãos pequenas e observo cada milímetro dos teus dedos, as linhas desenhadas na palma da tua mão e comparo-a com a minha, tal como o meu pai tantas vezes fazia com as minhas mãos, que tinham o mesmo formato, mas eram infinitamente mais fininhas que as dele.
As tuas não têm bem o mesmo formato que as minhas, mas o meu fascínio mantém-se desde o primeiro dia em que senti a finura dos teus dedos nas minhas mãos, há quase 3 anos.
Gosto do teu cheiro a "pequeninos" como o teu avô Abel dizia que eu também tinha!
Adoro o toque suave da tua pele alva e afundo-me no amor que sinto por ti, que não tem fim nem começo nem limites nem par de comparação... 
Sinto o meu coração inundado de carinho a amor profundo por ti, como se uma avalanche de felicidade avançasse sobre mim!
Todos estes momentos deixam-me extasiada perante a imensidão do que é ser tua mãe e sinto-me grata e abençoada de tantas maneiras!!
És irresistível, seria impossível não te amar... especialmente quando me colocaste uma fita na cabeça a enfeitá-la, como se fosse uma coroa e me disseste:
"És uma p'incesa"

6 comentários:

Ni! disse...

*Suspiro*
Aiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii!
Lindos.

Paulo Nunes disse...

Lindo lindo :)

Tanita disse...

Snif, snif... como este texto poderia ser meu e como te entendo tão bem minha querida. Um amor imenso que cresce a cada dia e mesmo assim nos cabe no peito.

Magda E. disse...

li este post com a minha pequenina ao colo, adormeceu na maminha e deixei-a ficar...p eu aproveitar este miminho... só um coração de mãe p entender o alcanse de um amor assim

Mammy disse...

<3 <3 <3
Lindo!
Bjs

Naná disse...

Obrigada pelos comentários. às vezes parece que não há palavras suficientes para descreverem o que sinto pelo meu pequeno filhote!