23 de novembro de 2011

Coisas que me irritam (parte não sei já quantas...)

Pessoas que arranjam doenças e maleitas para chamar a atenção!
Pessoas que inventam dores e doenças e que fazem daquilo um bicho enorme de 14 cabeças (não são só 7...).
Eu nunca tive muita paciência para hipocondríacos e por vezes até me espanto com a insensibilidade que demonstro, em certos casos, perante o sofrimento físico e psicológico provocado nos outros por doenças... 
No entanto, se percebo que as queixas da pessoa são reais e efectivas, sou capaz de me desdobrar em cuidados e ajudo o mais que posso, nem que seja distrair a pessoa e dizer uma laracha para ela se rir e esquecer momentaneamente que dói aqui ou acoli...
Já com aquelas pessoas que são "queixantes" profissionais, que de tudo fazem um problema de saúde sem par, mesmo que ele não exista ou seja apenas uma unha do pé encravada ligeiramente (as unhas encravadas mesmo ainda doem para caramba, eu sei!), fico totalmente indiferente e por vezes dá-me para ser cáustica. Só me apetece virar-lhe as costas por um lado, ou dizer-lhes o que penso, por outro!
Eu quando estou doente sou daquelas que vai suportando sem dar grandes sinais disso. Também sei que há pessoas que suportam melhor os problemas de saúde que outras...
Mas fico fico para lá de irritada quando se me vêm com queixas: "ai estou tãããão mal! Ai que isto deve ser coisa grave!", quando de facto não há fundamento nenhum nisso. A estas pessoas por vezes mordo a língua para não lhes dizer: "veja lá se morre duma tripa cagaiteira!", como se diz cá na zona...
No meio disto tudo, só penso: eu quando for velha não quero ser assim... queixinhas!
Livra!...

8 comentários:

AVOGI disse...

E isso nos homens ainda piora a situação
kis .=)

Paulo Nunes disse...

ohhh eu sou um desses!!! vais deixar de gostar de mim? chuif!!! :)
realmente quando estou doente... sou um chato....admito! basta ter 37 e já fico quase em coma! mas pronto.... espero que isto passe... ou não :)

luisa disse...

Coitadas... as pessoas hipocondríacas além do mais sofrem desse mal adicional que é a mania das doenças. Essa é que é a sua grande doença. Mas a verdade é que por vezes não há paciência que nos valha :)

Magda E. disse...

lol...ja me fizeste rir

Lacorrilha disse...

Lá nisso o meu pai é fantástico, basta estar com o pingo no nariz, para se deitar numa cama e dizer que está a morrer. LOL

Naná disse...

Avogi, sim quando sucede nos homens parece ser mais agudo ainda...

Paulo, não posso crer! Então um homem de convicções como tu desfalece ao primeiro sinal de febre??? Deves estar a exagerar!

Luísa, neste caso estava a falar dos "falsos" hipocondríacos... porque os que o são mesmo, acredito que seja uma coisa incontrolável e que lhes tolhe a vida diária.

Magda, ainda bem :)

Lacorrilha. ahahah! É mais ou menos isso!

Tanita disse...

tripa cagaiteira? adorei :) sim não há pachorra para essas pessoas. E a paciencia já nos vai faltando não é?
Bj**

Paulo Nunes disse...

Ser um durão... não significa que não tenha fraquezas! :)
como é obvio que exagerei... mas quando fico doente... transformo-me... fico calado... intorvertido e falo pouco! :)