31 de agosto de 2011

O tamanho dos dias

Há dias lia algures no "Comer, Orar, Amar", que em Bali os dias não são todos do mesmo tamanho, não têm todos 24h, pelo menos para os balineses.
Podem ser maiores ou mais pequenos consoante uma série de factores: espirituais, emocionais, etc.
Ultimamente também tenho tido essa noção, que há dias que são maiores que os outros...
Uns dias são enormes porque fiz tanta coisa desde que me levantei da cama até que me deitei, porque andei numa roda viva, cheia de afazeres e com a "agenda preenchida".
Outros são igualmente longos porque a languidez e alguma falta de afazeres marcou um passo lento, em que pude cronometrar os minutos e os segundos enquanto passavam, lenta, muito lentamente!
Há dias que acho que são pequenos porque tinha tanta coisa para fazer que não parei um segundo e nem dei pelas horas e os minutos passarem... e mais horas existissem nesse dia, melhor!
Por isso, a minha noção de "dia" tem sido algo inconstante nestas últimas semanas...

6 comentários:

Tanita disse...

Querida,
concordo plenamente que nem todos os dias são iguais. Inevitavelmente todos têm 24h mas, muitos deles têm-me parecido enormes e outro pequeninos.
Bj**

Tanita disse...

Querida,
concordo plenamente que nem todos os dias são iguais. Inevitavelmente todos têm 24h mas, muitos deles têm-me parecido enormes e outro pequeninos.
Bj**

Heidi disse...

sem duvida que existem muitos dias com 30 horas e outros que parecem nem chegar às 10h...!

Manuela disse...

Querida Naná, já eu acho-os sempre adequados à minha vida. Mas tive alturas na minha vida que em 24h, vivia 48h. ;)

mfc disse...

Sempre dei conta dessa inconstância subjectiva da medida do tempo.

Naná disse...

Tanita, o pior é que isto me deixa confusa e desorientada!

Heidi, é mesmo isso!

Manuela, um dia também hei-de conseguir que eles sejam todos adequados!

Mfc, excelente escolha de palavras!