3 de junho de 2011

A violência gratuita virou moda...

Não consigo ter palavras para descrever o turbilhão de sentimentos que tenho tido quando de há umas semanas para cá, pululam vídeos na televisão nacional, sobre agressões gratuitas e violência direccionada.
São adolescentes que dão uma sova de meia-noite numa miúda, perante os olhares indiferentes e jocosos de um outro adolescente, que nem mexe uma palha para a socorrer e ainda se regozija colocando a filmagem no perfil do FB.

São colegas de companhia nos Fuzileiros que espancam um pobre desgraçado, incluindo humilhações com uma esfregona carregada de porcaria e bactérias e micróbios, durante uns valentes minutos, só porque ele não tem "espírito de sacríficio" e "faz parte da praxe militar"
E agora, vêm a publico imagens que me deixaram atarantada, sobre uma senhora que devia era ser amarrada a um poste e chicoteada violentamente, por maltratar deliberada e gratuitamente crianças pequenas, que nem sabem porque lhes batem daquela forma, e que no seu íntimo devem estar a perguntar-se porque razão recebem pancadaria em vez de carinho e amor!
E nestes momentos, vejo o quanto o ser humano é vil e cruel! 
E pergunto-me que prazer têm estas pessoas em infligir dor e sofrimento físico e psicológico a outros, invariavelmente mais fracos!?
Imagens reais de pessoas a sofrerem agressões, sejam crianças, adolescentes, adultos ou idosos fazem-me tremer! De nervos, de raiva, de medo, de indignação e de tristeza! Porque há pessoas que não têm coração!!!!
Este vídeo desta ama traz ao de cima dúvidas e questões muito complexas... já tinha visto há um ano atrás uma ama, nos EUA a agredir uma bebé de 6 meses com uma violência extrema e outra senhora, "cuidadora" e "prestadora de cuidados primários" a agredir brutalmente uma pobre velhota indefesa de cerca de 80 anos, que mal se conseguia mexer... (pobre senhora, que nunca deve ter sonhado que iria depender de alguém tão cruel, nos seus últimos dias...)

Andei desorientada durante horas e dias com aquelas imagens gravadas na minha cabeça... porque nos pode acontecer a nós, como mães (numa ama, infantário ou creche) de bebés, como mães de rapazes e raparigas em idade escolar ou quando chegarmos à velhice e os nossos filhos tiverem que trabalhar para se sustentar e não puderem tomar conta de nós...
Como combatemos e como punimos este tipo de coisas???? Como podemos fazer justiça a quem é tão injusto??!!!

4 comentários:

Tanita disse...

Naná,
ainda bem que não vi as imagens e pelo que leio, acho melhor nem ver.
Mas o que se passa na cabeça das pessoas? anda tudo doido???
Vê se descontrais e esqueçes isso...
Bom fim-de-semana.
Bj**

mfc disse...

Há brutalidades que nos ultrapassam!
Mas a vida encarrega-se de nos mostrar que ela própria ultrapassa a ficção com toda a facilidade...

Rita disse...

Em miúda passei pelo mesmo com uma ama :S o meu pai "desgraçou-a" depois de saber que ela me batia e me dava comida estragada :S
È muito triste mas é a realidade...
Um beijinho Bom fim de semana *

Naná disse...

Tanita, é melhor não veres mesmo... é indescritível...!
Mfc, também sou dessa opinião: a realidade ultrapassa claramente a ficção!
Rita, lamento saber que passaste por uma coisa assim... e ainda bem que o teu pai lhe deu o "castigo" merecido!
Bom fim de semana a todos