20 de julho de 2009

Bruxices!...

Eu e umas amigas minhas decidimos uma noite qualquer, há já uns anitos, começar a fazer umas jantaradas e denominá-las de "jantar de bruxas"...
Lembro-me bem que foi num restaurante muito bom, o "Taberna da Maré", apesar de eu detestar comer acotovelada e abafada em calor no verão...
Lembro-me que decidimos fazer jantares para estarmos «entre gajas»!
Mas se querem que vos diga onde fomos desencantar a ideia de «bruxas», já não me lembro bem ao certo (deve ter sido da sangria bem regada...), mas o facto é que cada uma de nós as 5 (na altura... porque devido a circunstâncias menos agradáveis, ficámos 4 boas bruxas!) tínhamos assim uma veia de bruxinhas... às vezes, adivinhamos quando certas coisas estão para acontecer, temos malícia qb, mas sempre bem intencionada, claro! E no fundo, temos um sexto sentido que nos faz procurar-nos umas às outras quando os momentos são mesmo muito bons ou mesmo muito maus!
Digamos que há uma comunhão de almas, por assim dizer, algo de místico nos une! E apesar de passarmos longas temporadas sem nos vermos ou estarmos juntas, sempre que precisamos de recarregar baterias do caos do quotidiano, lá marcamos uma «jantarada de bruxas»!
E nessa noite, somos só nós a entrar na maluqueira do resto do mundo!
E o engraçado é que até temos nomes de bruxas para cada uma... e somos todas tão diferentes, mas compomos cá um ramalhete!
Há quem olhe para nós e diga que somos doidas, loucas varridas... eu digo que nós somos bruxas disfarçadas, porque não andamos de vassoura e nem temos caldeirão...!

4 comentários:

Ana. disse...

Eu cá acho que essas são as melhores amizades. Aquelas que vão sendo alimentadas ao sabor das marés, sem exigências, sem rotinas! Que bom!
;)

PreDatado disse...

Bruxas varridas é que não dá, porque aí o papel das vassouras não seria o mesmo.

Patricia disse...

Eu sou uma das bruxas. ;o)
E realmente, não há nada melhor que poder reencontar as minhas outras bruxas e, por algumas horas, recarregar as energias, rir, chorar e dividir as coisas que importam com elas...
Somos realmente, muito diferentes, mas de um modo especial, acabamos por nos complementar na perfeição.
São as pessoas que mais respeito nesta vida, pois conheço todos os momentos bons e maus pelos quais passaram, tal como elas conhecem os meus.
E, por esse motivo, podemos estar longe e não nos vermos, mas elas estão sempre presentes na lembrança e no coração.
Uma bjoka muito gande para todas com muitas sodadinhas!!!!!!!!!

Naná disse...

Ana, são sem dúvida as melhores amizades!

Pre, lamento informar que somos mesmo bruxas e varridas: umas doidas varridas!

Minha Goudinha, eu adoro-te, minha bruxinha!